Categorias
Cães Destaques Pets

Recebendo visitas em casa: ensinando seu cão a se comportar

Existem algumas técnicas que ajudam bastante a obter um cão bem educado com visitas, sendo recomendado aplicá-las desde filhote. São essas as dicas explicadas a seguir.

Socialização

Expor o cão a maior número de pessoas, animais, objetos e situações da forma mais agradável possível é fundamental para se tornar sociável, inclusive com as visitas. O período de ouro da socialização vai do segundo até o terceiro mês de vida fase em que o filhote está totalmente aberto ao aprendizado. Visitas e rotinas de recepção, quando associadas ás coisas boas para o animal, contribuem de forma importante para a socialização.

Antes de a visita chegar

É importante definir quem, da casa, ficará responsável por ensinar ao cão como se comportar diante das visitas. A pessoa escolhida controlará o filhote, direcionando-o sempre para exibir bons comportamentos e impedido que as pessoas, mesmo involuntariamente, o estimulem a se comportar de forma inadequada.

Para aumentar as chances de o filhote ficar tranquilo na presença das visitas, nos primeiros treinos convém fazê-lo gastar um pouco de energia antes de elas chegarem.

Quando a campainha toca

Não impeça o cão de latir quando as visitas tocam a campainha – afinal, é assim que ele adverte sobre a chegada de alguém. Dado o recado, ele deverá silenciar, até para tomar a recepção mais fácil e controlada.

Exercício

Peça que alguém toque a campainha e deixe o cão latir. Aproxime-se dele passando alguns segundos, mesmo que esteja ainda latindo, com o petisco preferido por ele escondido na mão e deixe que cheire a guloseima. Quando os latidos pararem, diga “quieto” e entregue o petisco (parece estranho, mas nas primeiras vezes “capturamos” o comportamento e depois o “nomeamos”, até o cão fazer a associação – só depois disso diremos “quieto” para interromper os latidos). Em seguida, ponha uma guia de 1,15 ou 1,5 metro no cão, para mantê-lo próximo e controlado, e vá até a porta receber a visita.

Controle do cão

Manter o cão na guia ajuda a controlá-lo e a prevenir comportamentos inadequados. Aproxime-se calmamente da visita levando o filhote na guia. Permita que ele cheire a pessoa, a qual deverá estar instruída para, somente quando o cão estiver com as quatro patas no chão, lhe dar carinho ou petisco. E, se o cão pular nela ou latir para ela ou, ainda, morder a mão ou a roupa dela, a visita deverá dar as costas e se afastar. Outra possibilidade é o responsável pelo cão encurtar a guia e se afastar, mantendo o filhote contido enquanto se acalma e se acostuma com a presença e a movimentação das visitas. Assim ela fica sabendo que pular, latir e morder faz perder recompensas, carinho, petisco e interação.

Dicas gerais

Mesmo um cão de guarda deve aprender a se comportar na presença de estranhos, porém sem precisar fazer contato direto com as visitas.

Evite prender o cão ou lhe dar broncas quando as visitas chegarem. Isso poderia causar uma má associação e gerar problemas futuros.

Não deixe que as visitas estimulem o filhote a fazer coisas erradas, como pular e morder, pois quando o cão ficar adulto, esses comportamentos incomodarão bastante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.