close
IMG_0682

Para educar seu cão é necessário muito empenho e paciência e, é claro, bastante carinho. O problema é que, ás vezes, o tutor comete alguns erros que prejudicam diretamente o desenvolvimento do aprendizado do animal. Veja quais são os principais e entenda de que maneira ele influencia durante o adestramento.

  1. Falar mais, agir menos: Ao longo do convívio com os humanos, o cão aprendeu a observar muito a nossa expressão corporal. Contudo, as pessoas insistem em ficar falando com o animal, repetindo excessivamente comandos como “deita”, “senta” e “fica”. Porém, a realidade é que gestos funcionam muito melhor. O comando verbal deve ser dado junto com a realização do exercício, se ele não o fizer, a correção deve ser dada por meio de indução ou gesto. A inteligência do cão em observar, segundo pesquisas, é melhor que a do macaco: se você apontar um local ou algum objeto, ele entende melhor do que se nós apenas falarmos.
  1. Oferecer prêmio ou correção no momento errado: O prêmio e a correção devem ser dados no momento certo. O tempo correto para oferecer a recompensa é de aproximadamente dois segundos após o animal ter agido conforme o requerido. Se você demorar muito, ele não entenderá ou terá maior dificuldade para entender. Já a punição, quando aplicada sem a presença da pessoa funciona melhor, por exemplo: Para um cachorro que pega roupas no varal, se você colocar algum objeto que o assuste quando for atacar as vestimentas, sem que ele perceba que a armadilha foi deixada por seu dono, terá melhor resultado do que simplesmente adverti-lo.
  1. Desistir rapidamente do adestramento: Muitos ensinamentos são aprendidos por repetição. Por isso, os exercícios devem ser repetidos várias vezes, sempre premiando o comportamento correto, por vários dias. O cão tem memória fotográfica, ou seja, muitas vezes após a aula, vai para sua casinha, deita e começa a memorizar o que foi feito. Portanto, nunca desista de educar seu amigo canino, a persistência é aliada do adestramento.
  1. Não motivar o cão: O cão deve ser motivado a fazer exercícios, seja com agrados ou petiscos. Isso deve ser feito com alegria, tem que ser com algo que ele goste muito. O adestramento de certa forma, é uma interação entre dono e cachorro. O animal desmotivado não tem vontade de aprender, por isso deve-se parar na hora em que ele estiver no auge da sua vontade, para que lembre-se que aprender é legal e prazeroso.
  1. Punir injustamente: Jamais bata no cão com o intuito de ensinar ou corrigir um comportamento. Se o animal tiver medo de você, ele poderá ter um bloqueio emocional, dificultando ainda mais o aprendizado. Além de ser desumano, irresponsável e cruel, ainda pode causar uma agressão por parte do cão. A punição adequada pode ser priva-lo de alguma coisa, ou ignora-lo quando tiver um comportamento inconveniente.
  1. Local e horário para treina-lo: O local ideal para realizar o adestramento deve ser onde não haja estímulos estremos, assim seu amigo consegue se concentrar melhor no que está fazendo. Por isso, leva-lo para um local externo logo no início de treinamento é um erro. O melhor horário é quando o clima já está mais fresco, no início da manhã ou no final da tarde por exemplo, procure sempre um lugar com sombra, pois eles sentem muito calor.
  1. Tratar o animal como ser humano: O mundo do cão não gira em torno de liderança e matilha? Por isso, tratando-o como ser humano ele terá maiores dificuldades para aprender, além de não criar responsabilidade no momento de escutar os exercícios. A melhor solução é realmente impor-se como se fosse um cão líder da matilha, ele vai sentir a energia e respeita-lo mais.
Tags : adestramentocachorrocachorroscãescuidados
Terra Zoo

Sobre o autor Terra Zoo

Deixe uma resposta