close
gato

Cultuados no antigo Egito como deuses e perseguidos na Idade Média, os gatos sempre estiveram próximos dos humanos. E estão cada vez mais…

Durante a Idade Média, que o gato ganhou fama de criatura diabólica por conta de sua ligação com cultos pagãos condenados pela Igreja Católica. Mas o inferno astral dos felinos não durou muito tempo. Na época do renascimento, quase todas as residências, dos casebres de camponeses aos castelos dos nobres, tinham gatos desfilando pelos cômodos. E, hoje, eles estão no páreo com os cachorros como pets preferidos, chegando a superá-los nos Estados Unidos, onde sua população alcança mais de 90 milhões. Por aqui no Brasil, ainda não ultrapassaram os cães em número, mas estão a caminho.

Sete vidas

Não é verdade que o gato sempre cai de pé e muito menos que tenha sete vidas. Mas, ele tem a habilidade ímpar para se equilibrar ou entrar em espaços pequenos. Ele também sabe nadar, embora só mostre esta habilidade em situações de emergência.

A seguir, conheça mais sobre como funciona o corpo do seu bichano:

Audição

As orelhas dos gatos diferenciam os sons melhor do que a audição humana. Além de ter audição extremamente aguçada – as orelhas dos gatos são manobráveis- os gatos ouvem muito bem nas frequências altas, eles são exímios caçadores de animais pequenos, e ainda podem localizar um objeto apenas pelo ruído de sua queda mesmo fora do campo de visão.

Como eles comunicam

Sim, os bichanos expressam amor, raiva, prazer, medo, tristeza e outras emoções por meio de um vocabulário diversificado, cheio de miados, grunhidos, gritos, espirros e sopros. A maioria desses animais peludos emite um som especial para saudar o sono. Os famosos miados, são dirigidos às pessoas.

Filhotes de cores diferentes

Uma mesma ninhada pode ter filhotes de pais diferentes, de aparência igualmente diversa, porque as fêmeas no cio às vezes são fecundadas por vários machos.

Tato

As patas dos felinos têm terminações nervosas que respondem à mais leve das pressões. Bigodes, sobrancelhas e pelos no dorso das patas dianteiras também transmitem ao cérebro sensações de tato.

Olfato

A estrutura que ajuda os bichanos a identificar odores fica no céu da boca. Ela atende pelo complicado nome de órgão vomeronasal.

Visão

É, sem dúvida, o sentido mais desenvolvido desse animal. Ele consegue distinguir movimentos mínimos, tanto de dia como de noite, graças ao poder de dilatação e contração de sua pupila, que é vertical. Mas nem tudo é perfeito: embora sejam ótimos para enxergar formas e perceber quando algo se mexe, os gatos percebem menos cores do que um cachorro, por exemplo.

Assinatura personalizada

Gatos demarcam seu espaço por meio de urina e da arranhadura, secretando um odor particular pelas glândulas localizadas na base das patas. Essas glândulas também existem na face, no pescoço, nos ombros e na calda.

Declaração de confiança

Quando sente prazer e aconchego, o gato logo faz o movimento de ordenha, como se suas patinhas estivessem amassando uma massa de pão. Para os felinos, isso remete à infância, quando massageavam a mãe dessa maneira para estimular a saída do leite. Ou seja, se um gato faz esse movimento no seu colo, ele quer dizer que confia, e muito, em você.

Tags : curiosidadedicafelinogato
Terra Zoo

Sobre o autor Terra Zoo

Deixe uma resposta