close
agility1

Socialize seu cão, entenda os motivos de ele ser agressivo e o torne mais educado e amigável. Cães antissociais tornam a convivência com os tutores e com a sua família muito difícil. Instáveis, podem ser agressivos com outros animais, pessoas e até mesmo, em casos extremos, com seus próprios donos. Dentes a mostra, olhar agressivo, e rosnados frequentes são sinais de que está na hora de educá-lo. Será preciso muita paciência e carinho para conquistá-lo e socializá-lo.

Entendendo a agressividade

A agressividade é um comportamento que faz parte das características de um cão, afinal de contas, seus ancestrais já foram animais selvagens. Portanto, se ele for agressivo em uma situação específica, não significa, rigorosamente, que a agressividade será um comportamento recorrente dele. A preocupação é necessária em caso dos comportamentos agressivos intensos e que se apresentam repetitivamente. Fatores genéticos podem influenciar, mas o principal gerador desse tipo de comportamento são as circunstâncias ambientais.

Quando o tutor começar a ter dificuldades em situações simples do dia a dia, é preciso que se atente e procure a ajuda de um profissional, por exemplo demonstrações de agressão ao escovar o cão ou acariciá-lo, não conseguir aproximar dele quando ele estiver comendo, ou quando ele rosna ao ser tirado de determinado local são situações em que o dono deve ficar alerta.

É importante socializar o cão desde cedo

A socialização do cão deve ser iniciada a partir dos 2 meses de idade, é a melhor forma de prevenir um futuro comportamento ligado ao medo e á agressividade. Um animal que experimenta diferentes situações que a vida pode apresentar, como conhecer pessoas de variadas características físicas, outros cães e até mesmo animais de outras espécies, se sentirá confortável nas mais variadas circunstâncias.

Deve-se orientar o filhote desde o primeiro dia que ele chegar em sua nova casa. Para isso, convém deixá-lo em contato com diferentes tipos de som, outros animais imunizados e várias pessoas, levá-lo no colo ou no carro para um passeio onde possa conhecer o mundo externo, de maneira que não prejudique o período da imunização das vacinas. Um filhote que conhece mais cheiros, formas, e texturas além do seu lar tende a ser mais receptivo a novas mudanças. Você pode fazer carinho quando ele estiver relaxado, ou até mesmo dar um petisco pelo bom comportamento perante as pessoas e locais a que foi exposto.

Socializar animais adultos é mais difícil, requer muito mais tempo. Um cão maduro mal socializado é inseguro, medroso e\ou agressivo. Por isso, é preciso ter cuidado redobrado. A socialização correta de um cão adulto dependeria de um plano terapêutico baseado em um treinamento de sensibilização bem elaborado por um profissional.

Violência gera violência

A agressividade expressa para proteger recursos alimentares e ambientais pode ser comum e até normal. Já a defensiva, para se resguardar, está ligada ao medo de ser punido, e se agrava quando o cão percebe que a melhor defesa é o ataque. Em hipótese alguma os tutores devem “corrigir” comportamentos agressivos com punições físicas e\ou verbais, pois podem aumentar significativamente a desconfiança do animal e, convenhamos, confiança é a base de qualquer relacionamento saudável.

Com o cachorro mais desconfiado, a agressividade poderá aumentar significativamente. Por isso, ele recomenda, se o cão for violento em alguma circunstância, respeite o espaço dele e se afaste, para depois com calma, tentar entender o comportamento. Se houver qualquer dificuldade, não hesite em pedir ajuda para um profissional.

Tags : adestramentocachorrocachorroscãesdicadicas
Terra Zoo

Sobre o autor Terra Zoo

Deixe uma resposta