Categorias
Cães Curiosidades Destaques

Passos para ensinar o cão a fazer xixi no lugar certo

As reclamações quanto ao lugar onde o pet faz as necessidades são comuns entre os tutores, sendo também a principal causa de abandono de animais em abrigos. A seguir, conheça alguns passos importantes para conseguir adestrar corretamente seu cão.

  • Escolha o local do banheiro: O local escolhido precisa atender a um conjunto de fatores para não desmotivar o cão. Precisa estar situado em área tranquila, sem muito tráfego de pessoas; ter piso que atraia o animal de alguma forma; ficar em cômodo diferente daquele onde ele dorme e se alimenta ou estar suficientemente afastado da caminha e dos potinhos para diferenciar o ambiente.
  • Libere acesso: O animal deve ter facilidade para encontrar e usar o “banheiro” a qualquer momento. Em casas onde a circulação fica parcialmente impedida em determinados horários ou com dificuldades de circulação, recomenda-se deixar mais de um local a disposição do cão.
  • Higienize o banheiro: Produtos a base de amônia, com seu odor característico, estimulam o cão a urinar nos locais onde são passados. A limpeza do local pode ser efetuada com produtos específicos para a urina e fezes de cães e gatos, vendidos em pet shops e lojas especializadas. Caracterizam-se por não causar alergia nos animais nem produzir aromas desagradáveis para eles.
  • Fique atento aos sinais de evacuação: O treino pode ter início assim que o cão der sinal de que está prestes a evacuar. Geralmente, isso ocorre logo depois que ele acorda ou 20 a 30 minutos após ingerir comida ou água. Alguns fatores ainda podem estimular a evacuação, como brincadeiras – incluindo mordidas em brinquedos ou ossos – ou, ainda, quando o animal está sem fazer necessidades por até 4 horas (ou 2 a 3 horas nos filhotes com menos de 4 meses de vida). É necessário que o cão seja levado com muita tranquilidade até o local correto. Ele deve fazer xixi quando começar a farejar o chão, girar em torno de si mesmo ou arranhar o piso. Chegando lá, é preciso aguardar até que a evacuação aconteça. Porém, pode ocorrer imprevistos, como a fuga do animal. Nesse caso, é importante dizer “não”, sem alterar o tom de voz.
  • Incentive-o a acertar: No início, a indicação é deixar uma ampla área do “banheiro” forrada com tapetes higiênicos ou folhas de jornal, para cobrir totalmente o espaço. Na medida em que a autonomia do cão for aumentando, a área de forração deve ser reduzida até meia folha de jornal ou a um tapetinho, variando de acordo com o porte do animal. É necessário reforçar o apoio as ações corretas. Assim que o cão fizer xixi no local certo, recompense-o com seu petisco favorito. O agrado será usado apenas nessa ocasião.
  • Jamais use a agressividade: Atitudes como agredir o cão ou esfregar o focinho dele sobre o xixi ou cocô podem causar significativos estragos comportamentais. Entre as possíveis consequências estão o medo, a coprofagia (ato de comer as próprias fezes), a agressividade e a concentração da evacuação na frente dos donos.
  • Seja persistente: Siga corretamente as dicas dos especialistas, utilizando sempre o mesmo padrão. Não desista se o aprendizado estiver demorando, os cães sempre aprendem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.