Categorias
Curiosidades Destaques

Dicas para evitar acidentes com pet dentro de casa

Com alguns cuidados você previne acidentes e ameniza o estresse do cão

Barulhos excessivos

Cães têm uma audição aproximadamente seis vezes maior do que a de humanos, portanto, fogos de artifício ou semelhantes, muito comuns em datas comemorativas, como jogos de futebol, final de eleições, Natal, Ano-novo, etc… são uma tortura auditiva para eles. Alguns cães, quando filhotes, podem desenvolver traumas ou até mesmo pânico quando expostos ao barulho estrondoso de fogos. Alguns, inclusive, desenvolvem traumas e fobias seríssimas que podem carregar consigo por toda a vida.

O melhor a fazer nessas situações é preservar o pet, colocando-o em um local onde conseguimos amenizar o seu sofrimento. Isso significa deixá-lo onde o barulho possa ser menor, como um quarto, junto com alguma camiseta usada que tenha o cheiro do tutor ou feromônios sintéticos que encontramos à venda no mercado pet. Uma toca onde o cão possa se acomodar é outro refúgio que certamente auxiliará a resolver essa questão.

Risco de fuga

Alguns animais que vivem em casa podem ficar tão apavorados sozinhos que se espremem contra grades e janelas pelas quais geralmente não passariam, ou até mesmo saltam portões altíssimos que têm pontas ou vidros devido ao pavor que sentem quando escutam fogos de artifício. Com isso, podem se machucar e fugir.

Geralmente, esse tipo de treino que dessensibiliza o animal a esses barulhos não é tão fácil, pois exige uma habilidade grande por parte dos tutores em relação as técnicas de adestramento. Assim, o ambiente no qual o pet permanece durante as festas deve ser seguro para que não haja acidentes ou fugas, além de conter tocas para que ele fique mais confortável e com maior sensação de proteção.

Cuidado com as quedas

A mesma regra serve para apartamentos, janelas ou escadas abertas, que são extremamente perigosas. Seu cão, em um estado de desespero, pode facilmente se jogar de uma delas. Portanto, coloque a proteção necessária para evitar fatalidades.

Alerta com objetos de decoração

Às vezes, por curiosidade, alguns cães experimentam texturas diferentes com a boca e podem se cortar ou se machucar, caso engulam tais objetos. No período natalino, devemos tomar muito cuidado com as árvores de Natal, pois alguns cães adoram brincar com bolinhas e podem querer fazer o mesmo com aquele seu enfeite de vidro. Para evitar acidentes, a árvore de Natal e seus enfeites podem ser colocados em um lugar de difícil acesso, como um cômodo que pode ser trancado quando não houver ninguém em casa, e os fios elétricos das luzes que piscam podem ser escondidos, para manter o pet seguro. Quando se tem um pet em casa, colocar chocolate na árvore é arriscado, pois esse alimento é tóxico para cães e gatos. Cabos de luminárias, de TV, aparelhos de som, etc… uma vez plugados à corrente elétrica, oferecem sérios riscos para que seu animal de estimação seja eletrocutado ao mordê-los.

Você também pode treiná-lo para que respeite os limites e não se aproxime de elementos de decoração da sua casa, ensinando o “não” e frustrando a aproximação do cão toda vez que ele tentar chegar perto. Quando obedecer, recompense-o com muito carinho e petiscos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.