Categorias
Cães Destaques

Como agir em caso de envenenamento

A simples curiosidade, comum nos filhotes, pode levar os cães e gatos a devorar plantas ornamentais. Eles também podem engolir plantas por deficiência nutricional, sede e mal-estar – sim, nesses casos eles engolem folhas por instinto para facilitar a digestão ou favorecer o vômito. Além de diversas espécies de plantas de jardim, adubos e pesticidas também podem ser nocivos aos bichos. Por isso, ao tratar das plantas de casa, todo cuidado é pouco.

Não dê leite, pode ser pior

Aos primeiros sinais de envenenamento – salivação e vômitos, inchaço e vermelhidão na boca, taquicardia, diarreia, tremores, secreções bucais e até convulsões – procure imediatamente um veterinário. Rapidez é essencial para a recuperação do animal. Não dê leite porque esse alimento pode reagir com o produto que provocou a intoxicação.

Como agir

Identifique o que causou a intoxicação, procurando vestígios na boca ou na casinha do animal. Em caso de produtos químicos, ou envenenamento por planas, leve a embalagem do produto ou a espécie sob suspeita ao veterinário. Se você se encontrar longe de um profissional, dê carvão ativado diluído em água. Ele impede a absorção completa do agente tóxico pelo organismo, mas só funciona quando aplicado logo após o incidente.
Com uma luva cirúrgica, lave a boca do animal com água abundante. Não provoque o vômito, pois se o agente for uma substância corrosiva, como a soda cáustica, ela ocasionará mais ferimentos no esôfago do animal. Leve-o imediatamente a um hospital veterinário.
Mantenha o animal em jejum. Não dê leite, que pode reagir com o produto ingerido.

Importante

Leve o animal a um hospital veterinário o mais rápido possível. O profissional, sim, poderá induzir o vômito e indicar uma lavagem estomacal, se for o caso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.