close
peixe-betta-cuidados-especiais-como-cuidar

Resistente e fácil de cuidar, ideal para quem quer um bicho de estimação mas não dispõe de muito tempo.

Ao lado dos cães e gatos, cada vez mais os peixes têm conquistado os lares dos brasileiros. Eles estão em segundo lugar na preferência e já somam mais de 26 milhões nadando nos aquários, ficando atrás apenas dos cachorros.
Estudos já comprovaram os benefícios de se ter um aquário em casa. Segundo Raimundo Ewerton Filho, Gerente de Aquarismo da Terra Zoo, peixes sãoótimos animais de estimação: “Não precisam de passeios e são relativamente fáceis de cuidar, e ainda ajudam a combater o stress e a ansiedade. Observar um aquário reduz a pressão arterial e os batimentos cardíacos”.

peixe-betta-cuidados-especiais-como-cuidar

Devido à sua exuberância e beleza, o Peixe Betta, também conhecido como Betta splendens, está entre os peixes de estimação mais famosos do mundo, pois exigem menos cuidados, são incrivelmente resistentes e baratos. Encantam adultos e crianças, além de serem decorativos. Exuberantes, exibem-se por meio de diferentes cores. Entre os amantes do aquarismo, não há outro peixe que ocupe tamanha posição de destaque.

Alimentação diferenciada

O peixe Betta apresenta características bastante peculiares, como o fato de possuírem um intestino curto e de serem carnívoros. Aceitam desde alimentos vivos, como artêmias, dáfnias, larvas de mosquito, enquitreia e larvas de drosófila, até rações específicas e alimentos in natura ou processados, como carne ou coração raspado, camarão, patês e outros alimentos com proteínas elevadas.

peixe- BETA

É importante oferecer um alimento que atenda todas as suas necessidades, garantindo uma maior qualidade de vida, afirma Ewerton. Recomenda-se alimentá-lo entre 2 a 3 vezes ao dia, sempre com ração própria para sua espécie, que pode ser facilmente encontrada na Terra Zoo. ”É importante também não superalimentar o peixe. Caso ele não coma tudo, retire o que sobrou. O resto de alimento no aquário pode se transformar em fungo, adoecendo o animal e podendo até mesmo matá-lo”, alerta Ewerton.
Aquário

Os aquários dos bettas são comumente chamados de betteiras. Pequenos e decorados, dispensam bombas de oxigênio, graças ao sistema respiratório dos bettas. É um peixe que vive bem em regiões que tenham água pouco movimentada e baixo nível de oxigênio, como lagos ou até mesmo arrozais. Mas com certeza vai adorar, se ganhar um aquário maior, com túneis e arcos, que servirão para ele se divertir, além de deixar o aquário mais bonito é claro. A água do aquário deve ser parcialmente trocada a cada quinze dias, podendo ser usada água de filtro ou mineral, sempre à temperatura ambiente.

Valentão

Territorialista e cheio de personalidade, do tipo casca grossa e valentão, o betta tem comportamento extremamente agressivo com peixes de sua espécie, o que lhe confere o apelido de “peixe de briga”. Por isso, devem ser criados separadamente. O uso do espelho duas vezes por semana durante aproximadamente 1 minuto faz com que permaneça sempre ativo e saudável. Ao ver seu reflexo no espelho ele pensa ser um oponente querendo se apossar do seu “território”, por isso ele abre as barbatanas e fica ainda mais bonito zangado.

BETAAA

O betta só fica bem na solidão. Todo o cuidado com a convivência é pouco até mesmo na hora de reproduzir. A fêmea deve ser colocada dentro de um vidro com água e esse recipiente, por sua vez, deve ficar mergulhado no aquário. “O encontro amoroso deve ser rápido, sem dar tempo para desentendimentos”, brinca Ewerton. Assim que a fêmea desova, precisa ser retirada do aquário. É o macho que, então, constrói o ninho na superfície, produzindo bolhas com muco que servirão de abrigo para os filhotes. O macho permanece cuidando de seus filhotes, por sete dias, e logo depois os filhotes devem ser retirados do aquário também.

Curiosidades sobre o Betta

  1. Na verdade, existem 65 espécies de peixes classificados como “Betta” e podem ser encontrados em mais de 25 diferentes cores e padrões.
  2. Em 1800 na China, eram criados para lutar. Até hoje ,na Tailândia, eles apostam para ver qual deles ganha. Durante uma briga, o Beta fica com sua coloração bastante intensa.
  3. Conseguem respirar ar. Eles têm um órgão exclusivo chamado labirinto que permite respirar ar. Por causa disso podem realmente se afogar se não tiverem acesso à superfície da água.
  4. Normalmente vivem 2-3 anos, mas há alguns casos de bettas com mais de 10 anos de idade.
  5. Conseguem ficar até quatro dias sem comer e até quatro horas fora dágua.
  6. É o macho que cria os alevinos (filhotes), não a fêmea.
  7. São muito inteligentes. Você pode treinar seu peixe betta para passar por aros, e até mesmo tocar sinos para pedir alimentos.
Tags : aquárioaquarismobettapeixepet
julio

Sobre o autor julio

Deixe uma resposta