close

Jardinagem

DestaquesJardinagem

Aprenda como fazer o transplante de uma plantinha

1502906754-513651933

A TV Terra Zoo sempre traz muitas dicas para os internautas. No programa abaixo, você vai aprender como fazer o transplante de uma plantinha que precisa de um vaso maior para viver e se desenvolver. Nosso colaborazoo, Railton Cardoso, apresenta as técnicas e macetes para arrumar a nova casa das suas plantas e ervas.

E se você precisa de algum produto para a sua horta ou para as plantas que decoram sua casa ou seu jardim, confira aqui.

Leia mais
DestaquesJardinagemOfertas

Aproveite as ofertas da Semana da Primavera

SP_0004_Agrupar 1 copiar 2

A Semana da Primavera começou e vai até o dia 01 de outubro com grandes ofertas! Se você é um apaixonado por plantas, flores e tudo que envolve jardinagem, não perca tempo e aproveite.

Orquídea natural branca, de R$ 49,90 por R$ 39,90.

Aparador de Grama Tramontina, de R$ 249,90 por R$ 184,90.

Pulverizador de pressão, 5l, de R$ 99,90 por R$ 69,90.

Mangueira Santeno Irrigação, de R$ 89,90 por R$ 65,90.

Confira, também, as ofertas do setor, no site www.terrazoo.com.br, e compre com até 10% de desconto! Também tem frete grátis nas compras acima de R$ 59,90, confira as condições e aproveite! É por tempo limitado!

E para você que quer aprender a fazer Arranjos Florais artificiais e naturais, a Terra Zoo realizará curso gratuito com a designer, paisagista e artista floral, Conceição Brasil, em três de suas unidades:

  • Quinta (28/09), às 10h, na Terra Zoo Forquilha;
  • Sexta (29/09), às 15h, na Terra Zoo/Quixaba (Altos do Calhau);
  • Sábado (30/09), às 10h, na Terra Zoo Cohama.

O curso terá duração de 1h e as inscrições estão abertas nos locais de realização de cada curso.

Semana da Primavera Terra Zoo
De 23 de setembro a 01 de outubro.
Em todas as lojas Terra Zoo.

Leia mais
Jardinagem

É possível cultivar uma pequena horta em casa

follow-the-colours-garrafa-pet-mini-horta

Muitas vezes quando se pensa em adotar hábitos saudáveis, a primeira coisa que vem a cabeça é a alimentação e cultivar uma pequena horta em casa, pode ser uma excelente opção! E não é nenhum bicho de sete cabeças!

Utilizar espaços reduzidos, como áreas de serviço, pequenas varandas, um espaço no quintal, ou até aquele cantinho na cozinha que você não sabe o que fazer, podem ser bons locais. Não é impossível experimentar uma horta em uma casa sem jardim ou quintal, ou ainda, em um apartamento pequeno. Não há lugar que não seja ideal para se ter uma horta ou uma mini horta. Elas são uma ótima forma de melhorar os hábitos alimentares, já que temperos e ervas fresquinhas bem ao alcance das mãos ajudam bastante numa dieta balanceada.

Outra vantagem de fazer uma horta é trazer mais verde para dentro de casa, mais frescor e alegria, já que a cor quebra o peso de tons mais escuros. Uma planta pode ficar no chão, no balcão da cozinha ou até na mesa do centro da sala.

Se seu espaço é reduzido, é possível cultivar diversos tipos de hortaliças como manjericão, sálvia, coentro, cebolinha, salsinha, hortelã, erva-doce, alecrim, orégano, entre outros, que você encontra aqui. Tudo isso, de forma bem criativa, usando até mesmo materiais que seriam jogados no lixo – como garrafas pet, potes de vidro e latinhas – no lugar de vasos. Além de fazer muito bem o contato com a terra, é uma delícia poder usar os alimentos plantados para dar um temperinho nos nossos pratos. As plantinhas também podem dar um outro efeito na decoração de sua casa.

Para iniciar uma pequena horta, escolha os recipientes que você achar melhor para começar a plantar. Utilize terra adubada e semeie os recipientes de acordo com seu tamanho: vasos e potes menores, requerem menos sementes; nos maiores, é possível acrescentar uma quantidade maior, mas não em excesso.

Quando utilizar recipientes sem furos para o escoamento da água, preencha o fundo com pedrinhas antes de colocar a terra. Dessa maneira a terra não fica encharcada e vai sendo umidificada aos poucos. Identifique cada espécie de planta com a ajuda de plaquinhas ou mesmo palitos de sorvete.

Em casos de duas ou mais ervas compartilhando o mesmo vaso, sempre verifique as necessidades especiais de cada uma, como quantidade de sol (em geral, o ideal é de 3h a 4h de exposição ao sol diariamente) e irrigação. Assim, você pode dividi-las de acordo com as características semelhantes e garantir vida longa às plantas.

Regue a horta preferencialmente no início do dia. Dessa maneira, você evita que o sol resseque demais a terra durante a tarde, ao mesmo tempo que garante que ela esteja suficientemente seca à noite (evitando a formação de fungos).

Evite plantar verduras grandes – como tomate, cenoura e algumas espécies de alface – em recipientes pequenos. Além de não possuírem espaço para crescerem, elas podem atrapalhar o desenvolvimento de outra planta que estiver compartilhando o mesmo vaso.

Dê carinho a sua horta. Plantas são seres vivos e precisam de cuidados, como adubação constante e controle de pragas. Acompanhe o crescimento delas sempre que possível.

Leia mais
AquarismoAvesCãesCuriosidadesGatosJardinagemNovidadesRaças

Já conhece a TV Terra Zoo? Confira a novidade!

logo TV Terra Zoo

A Terra Zoo tem mais uma novidade! Toda quinta, em seu canal no YouTube, entra no ar um episódio inédito da TV Terra Zoo, com dicas, entrevistas, novidades e muita notícia bacana sobre pets, jardinagem, aquarismo, cultura e muito mais!

Vários quadros como o Você Precisa Saber, Da Terra e Minha Vida de Pet serão apresentados por Beto Lima, um dos nossos colaborazoores, sempre com muita simpatia e descontração, mas também com muita informação sobre esse universo tão encantador!

Confira aqui em nosso canal!

 

Leia mais
Jardinagem

Cães e plantas: como fazer esta parceria dar certo?

Plantas e animais dicas para uma boa convivência. Foto Divulgação

Para muitos bichos de estimação é quase impossível ver uma planta sem correr para comê-la ou cavar a terra do vaso

Quem tem jardim em casa e animais de estimação, sabe que a relação nem sempre é pacífica. Principalmente se forem cachorros de grande porte, como Labrador, Rottweiler, Golden Retriever e alguns vira-latas, daqueles bem agitados e travessos. Devido ao comportamento alegre e curioso da maioria dos cães, cavar buracos, retirar as plantas e destruí-las em seguida, é algo muito comum. Um belo jardim é um convite irrecusável aos cães, eles são mestres em destruir jardins esburacar canteiros, arrancar ou morder as plantas e quebrar os vasos. Para tornar possível a convivência dos animais com o seu jardim, ou com as plantas da varanda do seu apartamento, vale lançar mão de alguns artifícios.

Plantas e animais dicas para uma boa convivência. Foto Divulgação

Um dos principais cuidados que se deve ter é com a toxicidade das plantas, pois muitas podem causar irritações nos seus animais de estimação. Algumas muito populares, como azaléia, lírio, espirradeira, antúrio, copo-de-leite, samambaia, hortênsia, etc, são tóxicas e podem afetar a saúde do animal se ingeridas. O recomendável é cultivar plantas que além de alegrar o jardim não farão mal aos pets como, por exemplo: verbena, rosas, petúnias, amor-perfeito, begônias, etc. Há ainda espécies espinhosas, como cacto (Cactaceae), que podem machucar os pets, especialmente os olhos.

Plantas “do bem”

Quer ter certeza de que o seu pet não corre risco algum? Então, aposte nestas espécies: grama natural, erva-cidreira, camomila, erva do gato, milheto, azevém, manjericão e hortelã. Estas duas últimas são ótimas para você cultivar dentro de casa ou no jardim, pois atuam como “repelentes naturais” de insetos, evitando que o seu pet tenha problemas decorrentes das picadas desses bichos, como alergias.

Protegendo o jardim

Se algumas plantas oferecem riscos aos animais, devido a sua toxidade e espinhos, a recíproca é verdadeira. Cachorros e gatos também podem ser danosos ao jardim. Para evitar estragos, especialistas sugerem não inserir as adocicadas, como bromélia (Bromeliaceae), cujo sabor do miolo os atrai. Colocar borra de café no vaso é outra boa dica: o cheiro forte afasta os cães e também os gatos. Fazer forração com pedras também é uma alternativa, pois funciona como empecilho para que eles cavem. Railton Cardoso, Gerente do Setor de Jardinagem da Terra Zoo, alerta para o mito de que as fezes de cães e gatos servem como adubo para a terra das plantas, “ pelo contrário, este tipo de resíduo animal pode acabar contaminando as plantas”. Na Terra Zoo, você encontra além de plantas ornamentais, uma variedade de produtos adequados para que cresçam bonitas.

Barreira física

Outra solução de combate ao entusiasmo de cães e gatos e salvar o jardim é proteger as plantas com telas, anteparos, cercas ou outro material que impeça a ação dos animais de estimação. Coloque estacas e fitas protetoras ao redor das plantas, evita o contato dos animais, sem impedir o crescimento delas. Para evitar que mexam nas plantas, outra possibilidade é pulverizá-las com substâncias repelentes não tóxicos, como a citronela. Outra opção, é liberar os animais para um passeio alegre pelo jardim sempre na companhia de alguém que vá aproveitar o momento para adestrá-los, chamando a atenção quando o seu cão estiver fazendo traquinagens. É sempre útil e prático, instalar portões ou adquirir gradeados que delimitam o espaço de acesso do cão pela casa, pelo menos enquanto ele não estiver totalmente educado, ambos são encontrados nas lojas Terra Zoo em vários tamanhos.

Com estes cuidados é possível obter um convívio harmônico entre seu jardim florido e seu querido mascote. Afinal o fato de se ter um jardim, não deve ser empecilho para se ter um cachorro, e vice-versa, pois tanto um quanto o outro são motivos de alegria e prazer.

Leia mais