Categorias
Cães Curiosidades Destaques

Seu cão é muito ansioso ao comer?

Se seu pet que come rápido demais ou em porções excessivas, veja quais são as causas desse comportamento e como ameniza-lo.

A fome em excesso é chamada de polifagia ou hiperfagia, e pode estar associada tanto a causas médicas quanto comportamentais. Por esse motivo, é importante que, antes de tudo, o cão seja examinado por um veterinário. Descartadas quaisquer questões clínicas ou de saúde, busque ajuda de um profissional especialista em comportamento canino.

Entre as causas comportamentais estão a ansiedade, o estresse, a depressão e a carência afetiva. Em relação a ansiedade, é preciso tratar todos os aspectos, incluem o manejo diário do animal, o ambiente que ele vive e como os donos reagem a isso, e esse trabalho reflete indiretamente no contexto familiar.

Algumas sugestões:

  1. Alimente o cão várias vezes ao dia, em menor quantidade: Pode ser em duas porções ou mais ( três ou quatro, se o cão for muito ansioso e compulsivo por comida), para que ele comece a aprender a controlar a ansiedade.
  2. Cuidado para não estimular a gula: O cão deve sempre comer a comida ideal para ele, de preferência, em um local afastado da mesa onde a família está fazendo a refeição. Quando oferecemos algum tipo de alimento diferente daquele que o cão está acostumado a comer, isso se torna muito atrativo e ele vai querer cada vez mais e mais.
  3. Impeça a competição entre filhotes: Em geral, desde que nascem, os filhotes aprendem a disputar o alimento com os irmãos da ninhada. Por esse fator, alguns criam o hábito de comer rápido para que não fiquem sem comida, ou afim de estabelecer uma hierarquia diante dos demais. Se na sua casa existem outros cães, o ideal é que eles se alimentem no mesmo ambiente, com certa distância um do outro.
  4. Espere o cão se acamar: Outra dica é esperar o cão se acalmar e exigir que ele obedeça a algum comando em troca da refeição ( sentar, deitar ou dar a patinha). Em seguida sirva o alimento. Nas casas com mais de um cão, alimente primeiro o mais tranquilo. Depois sirva o mais guloso. Assim, o segundo controlará mais a ansiedade.
  5. Brinquedos e comedouros recomendados: Existem no mercado comedouros especiais, desenvolvidos para pets que comem rápido demais. Em geral, eles distribuem a ração de modo que o cão precisa enfrentar “obstáculos” para conseguir alcança-la, o que torna o processo de ingestão mais lento. Brinquedos educativos também ajudam o animal a aprender a comer aos pouquinhos.
  6. Aumente a frequência dos passeios: A falta de atividades é um dos fatores que pode levar ao estresse. Assim, aumentar a quantidade de passeios diários ajuda a reduzir a ansiedade e, consequentemente, a compulsão pela comida. Cães sedentários geralmente são mais gordinhos, e como alguns humanos, acabam extravasando a ansiedade, tédio ou estresse na comida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.