Categorias
Aquarismo Destaques

Conheça a compatibilidade de peixes em um aquário

Os peixes são animais incríveis e complexos. Não existe essa história de peixinhos coloridos felizes e juntinhos. Infelizmente, por muitos não entenderem isso, alguns aquários são completamente mal organizados e montados. Ter um aquário não é apenas ter um recipiente cheio de coisinhas coloridas nadando pra lá e pra cá, essa não é a essência do Aquarismo e tampouco a sua íntegra.
Um aquário é uma tentativa de proporcionar a esses incríveis animais, as melhores condições de vida o possível. Algo que quebra essa ideia é a total incompatibilidade de espécies. A natureza é fascinante, e não mantém espécies separadas à toa. Por exemplo, peixes asiáticos não devem ser colocados com peixes americanos ou africanos. Em alguns casos, a mistura pode ser feita, mas na maioria dos casos, essa mistura faz com que os aquários sejam “rings” de brigas ou com que os peixes fiquem completamente apáticos e acabem morrendo.

Basicamente, os peixes são divididos nas seguintes categorias:

Poecilídeos

Os Poecilídeos são peixes mais apropriados para iniciantes, dependendo das condições, se dão bem em aquários comunitários, podendo até servir no combate de algas em aquários (molinésias) e de larvas de mosquito em lagos (qualquer poecilídeo). Esses peixes podem apresentar disputas, principalmente machos, mas, se as condições de tamanho, pH, etc forem atendidas, são peixes simples de se cuidar e muito recomendados a iniciantes.

Anabantídeos

Esta família de peixes se propagou no Aquarismo devido ao “sucesso” do peixe betta (Betta splendens) entre os iniciantes. Porém, a família abrange muitos outros peixes além do conhecido betta. Entre os anabantídeos estão os: tricogasters, colisas, gouramis, entre outros. Esses peixes já são mais complicados em relação à interação com outras espécies. Por serem peixes basicamente agressivos, peixes muito lentos ou “cutucadores” não são boas companhias. Com esses peixes, o tamanho do aquário é algo fundamental para o sucesso. Lembrando também que a maioria dos anabantídeos são asiáticos, não devendo ser misturados com americanos ou africanos.

Ciprinídeos

Esta provavelmente é a família mais conhecida de peixes no Aquarismo. Afinal, é nela que está o famoso peixinho dourado. Essa família se divide basicamente nos seguintes grupos: barbos, danios, rásboras, lamnidae e peixes de água fria. Apesar de pertencerem à mesma família, esses peixes tem características bem diferentes entre si, por isso, é interessante analisar cada uma delas.

  • Barbos: peixes ligeiros e cutucadores, devem ser mantidos em cardumes para que os outros peixes sejam menos incomodados, além disso, aquários pequenos são como um castigo para esses peixes ariscos. Para sua companhia em aquários, são recomendados peixes também ariscos e com faixa de pH semelhante, visto que entre os barbos, esse faixa varia;
  • Danios: nessa aba da família, se encontra o “paulistinha”, um peixe muito usado no Aquarismo. Os Danios são extremamente pacíficos e ariscos. Devem ser mantidos em espaços grandes, pois gostam de correr por todo o lado. Para sua companhia, peixes rápidos e não muito maiores que eles;
  • Rásboras: muito apreciadas quando estão em cardumes densos. Basicamente, são dóceis e não implicam com outros peixes. Para dividir o ambiente com rásboras, são ideais peixes também cardumeiros e não muito lentos;
  • Lamnidae: aqui são encontrados os lábeos, os comedores de algas e o bala-shark. Esses peixes normalmente não toleram outro indivíduo da mesma espécie ou até do mesmo ramo (ex: labeo bicolor e labeo frenatus). São peixes muito bonitos e crescem bem. Alguns são bons no combate às algas. Para comunitários, são ideais peixes mais rápidos. Lembrando que no caso dos comedores de algas, os peixes que possuem mucos não devem ser misturados;
  • Peixes de água fria: são peixes pacíficos e “bobos”. Ideais para lagos, esses peixes são erroneamente colocados em aquários, onde são confinados a uma vida desconfortável e curta. Por crescerem muito, lagos são a melhor opção, a não ser que o aquário seja grande o suficiente. Em geral, não é bom coloca-los com muitos peixes. Basicamente, se dão bem entre si, tolerando peixes limpadores e poecilídeos. Esses peixes não brigam, porém, não reagem a nada que é feito com eles.

Caracídeos

Esta é uma família muito interessante, pois dentro dela estão os lindos e temperamentais “tetras”. Os peixes dessa família são, em geral, cardumeiros e relativamente pacíficos. Dentro do grupo dos caracídeos, estão os seguintes tipos de peixe: tetras, pacus e peixes-lápis.

  • Pacus: peixes que atingem um tamanho grande, apenas alguns tipos devem ser colocados em aquários. Dentro do grupo dos pacus estão também as piranhas, peixes conhecidos pela voracidade em devorar carne. Os pacus grandes (tambaqui, tambacu, etc) são peixes que devem ser criados em lagos grandes, pois eles atingem tamanhos muito além do que um aquário normal comporta. Os pacus pequenos/médios (prateado, cadete, etc) podem ser mantidos tanto em aquários como em lagos, dependendo do tamanho do ambiente. As piranhas devem ser mantidas em cardumes da mesma espécie, pois elas são carnívoras e devoram qualquer outro peixe.
  • Peixes-lápis: geralmente coloridos e cardumeiros. Devem ser mantidos com peixes que não os incomodem frequentemente, além disso, peixes muito grandes ou lentos não são recomendados.
  • Tetras: estes peixes são incríveis. Cada um dos tetras tem uma beleza única e nova. São peixes cardumeiros e, às vezes, cutucadores. Alguns se sentem muito melhor em aquários plantados (ex: neon, matogrosso, etc). Para acompanhá-los, o ideal são peixes normalmente do mesmo tamanho ou um pouco maiores mas que não os incomodem. É bom lembrar também que nem todos os tetras são compatíveis entre si.

Cobitídeos

A famíia das bótias. Esses peixes são considerados por alguns como grandes coridoras. As bótias são peixes ariscos e coloridos. Apreciam muito a presença de tocas e locais escondidos. Algumas gostam de estar em cardumes densos. É bom lembrar que as bótias em geral são muito sensíveis às mudanças de temperatura. Esses peixes são, geralmente, pacíficos com outras espécies, porém, não gostam de ser cutucados ou incomodados. Também é bom ressaltar que bótias não combinam com aquários plantados, pois elas podem “desplantar” tudo rapidamente. As mais conhecidas são as bótias palhaço e YoYo.

Coridoras

As coridoras são peixes muito explorados. Alguns veem esses peixes apenas como faxineiros insignificantes. Porém, esses peixes devem ser tratados da mesma maneira que qualquer outro peixe. As coridoras são, geralmente, cardumeiras. Algumas só saem à noite, por isso, é bom que o aquário tenha muitos buracos e tocas. Esse peixe pode ser posto com praticamente todos os tipos de peixes, exceto os carnívoros, os africanos ou os muito grandes. Um aspecto importante é que os cardumes são específicos, por exemplo: uma coridora albina não anda em cardume com coridoras sterbai e vice-versa. É interessante lembrar também que esses peixes possuem ferrão em suas nadadeiras, por isso, é bom não manuseá-las sem o auxilio de uma rede.

Cascudos

Peixes vulgarmente conhecidos como “limpa-vidro”. Esses peixes são interessantes e necessitam de um bom espaço para poderem viver confortavelmente. Gostam de tocas, troncos e pedras no aquário. É bom lembrar que apesar de comerem algas, necessitam de comida específica. Para sua companhia, a maioria das peixes são colocados sem problema, com exceção de carnívoros e africanos. Alguns tem hábito carnívoro, e isso deve ser um fator na escolha de companheiros.

Killifishes

Peixes com cores exuberantes, muito apreciados pelos aquaristas. Em geral, são fáceis de se manter. A forma de criação mais usada é com um aquário para reprodução (um macho para uma ou duas fêmeas), porém, na natureza, convivem bem com outras espécies de peixes. Em aquários comunitários, convivem bem, desde que com parceiros amigáveis que não os incomodem, porém, quando estão em um aquário só seu, suas cores ficam mais vívidas.

Melanotaenias

As melanotaenias são peixes coloridos, ativos e cardumeiros. Apreciam a convivência em grandes cardumes, além de não incomodarem outros peixes. Aquários com plantas também são apreciados. Esses peixes são muito pacíficos, e isso deve ser notado na escolha de outros peixes caso o aquário seja comunitário. Peixes muito cutucadores podem fazer com que elas percam a cor e fiquem apáticas. Parceiros ideais são peixes ativos e que não incomodem outros peixes.

Ciclídeos Mbuna do lago Malawi

Os mais conhecidos ciclídeos do lago Malawi são os mbuna. A maioria é encontrada na costa, principalmente nas rochas. O comportamento agressivo e as cores vibrantes (principalmente nos machos) são marcas indispensáveis da espécie. Por serem territoriais, na natureza, alguns machos permanecem no mesmo local por anos. Em aquários, esses peixes não devem ser misturados com nenhum outro por vários motivos, tais como: qualidade da água, agressividade, especificidade do local onde vivem, entre outros. Esses e outros fatores tornam os mbunas peixes peculiares, bem como os outros ciclídeos africanos. O aquário pra mbunas deve ter abundante pedragismo, com muitas tocas e esconderijos. Para substrato, quase sempre usa-se cascalho fino (como areia). O aquário deve ser espaçoso para manter os peixes em questão, aquários apertados não dão certo para mbunas. Para conviver com esses peixes, não é recomendado nenhum outro tipo. Além disso, deve-se colocar apenas um macho de cada espécie no aquário, sendo um macho para cada 2-5 femeas, nem machos de outras espécies com coloração parecida são aceitos.

Ciclídeos Haps do lago Malawi

Os haps vivem afastados da costa e também próximos da mesma, porém, em áreas abertas e possuem algumas características interessantes, a principal é o fato de apreciarem cardumes (mesmo de diversas espécies). Apesar de apreciarem a vida em cardumes, isso não os torna dóceis. Os haps são extremamente territorialistas, e podem inclusive comer indivíduos muito pequenos. Alguns haps podem atingir mais de 30 cm, por isso, um aquário para haps deve ser bem espaçoso e deve possuir bastante espaço aberto para nado livre. Os machos não toleram outros de mesma espécie e nem de outra espécie com cor parecida, além disso, recomenda-se entre 2 e 5 fêmeas por macho.Como companhia, não é recomendado nenhum outro tipo de peixe, pois este tipo de ciclídeo é muito agressivo.

Ciclídeos do lago Tanganyika

Os ciclídeos desse lago são chamados de “tangs” (travo, ou algo com odor forte), esse nome deriva do nome do lago. Esse lago possui muitas espécies de peixes, e nem todos podem ser colocados juntos. As espécies do mesmo, basicamente, dividem-se pela zona do lago onde vivem. Existem os tangs das zonas areosas e os tangs das zonas rochosas além dos que vivem nas duas zonas (ex: frontosa). Como todos os ciclídeos, os africanos são extremamente territorialistas e agressivos. Para criá-los, é necessário um aquário de grande porte, com pedras e tocas. Sua agressividade é basicamente entre machos da mesma espécie e entre outros tipos de peixes, após formarem uma hierarquia, as disputas se amenizam, por isso, não é recomendado mistura-los com outros tipos de peixe.

Ciclídeos do lago Vitória

Os ciclídeos desse lago são agressivos como todos os outros africanos, e isso torna desses peixes habitantes exclusivos de seus aquários. Por seus parâmetros adversos e comportamento intrigante, esses peixes devem ser mantidos sem nenhum outro tipo de peixe no aquário. O aquário deve ter rochas, tocas e também algumas zonas areosas.

Ciclídeos anões sul-americanos (apistograma)

Os apistogramas são peixes que fazem sucesso entre os aquaristas que já tem uma certa experiência com o Aquarismo. Podem ser mantidos das seguintes maneiras:

  • Em comunitários: vivem bem, porém não suportam ser incomodados. É bom lembrar também que poucos peixes são compatíveis com os apistogramas. Normalmente peixes sul-americanos de pequeno porte são indicados.
  • Em aquário para reprodução: coloca-se em um aquário o casal em questão, deve-se atender a todos os parâmetros ideais do peixe para obter sucesso na reprodução.
    É notório lembrar que esses peixes (a fêmea) fazem buracos para reprodução, e isso pode prejudicar a estética do aquário.

Ciclídeos sul-americanos (Jumbo)

Os ciclídeos americanos jumbo são peixes geralmente territoriais e devoram peixes menores que eles. O ideal é que sejam mantidos em lagos ou em aquários grandes apenas com peixes jumbo (de preferência americanos). São vorazes e brutos, por isso, o aquário não comporta muitos enfeites e plantas, apenas plantas de folhas grossas e pedras/troncos devem ser usados. Esses peixes também sofrem muito com a questão da incompatibilidade, pois são vendidos pequenos e, muitas vezes, comprados por iniciantes. Esses peixes são territorialistas, e o espaço deve ser de sobra para os habitantes do aquário.

Ciclídeos sul-americanos (discos e bandeiras)

Esses peixes merecem uma atenção em especial, pois seus comportamentos não se enquadram totalmente em nenhuma das outras categorias.

  • Discos: peixes muito sensíveis, devem ser atendidas todas as suas necessidades de qualidade da água. Gostam de viver em cardumes, e em lugares espaçosos. Aquários plantados são um bom habitat para eles. Para companhia, apenas tetras (nem todos) e alguns outros peixes são ideais. Os peixes limpadores são outro problema, apenas as coridoras podem conviver com discos, pois os outros atacam sua mucosa, causando sua morte.
  • Bandeiras: parecem com os discos, exceto quanto a sensibilidade e quanto aos companheiros que podem estar com ele. Os bandeiras são extremamente territorialistas entre si, e quando se reproduzem, eles são agressivos com qualquer um que chegue perto. Por esses fatores, são recomendados cardumes com mais de 5 indivíduos (isso ajuda distribuir as brigas) e aquários grandes. Apreciam aquários plantados. Para sua companhia, peixes mais ágeis podem ser colocados, desde que não o incomodem, alguns tetras também ficam bem com bandeiras.

Biótopos

Alguns aquaristas, na esperança de dar o melhor aos seus peixes, montam aquários biótopos. Esses aquários tentam reproduzir na íntegra determinada região, tal como: um rio, um lago, etc. Para biótopos, são usadas apenas espécies de peixes e plantas contidas na região em questão, além dos parâmetros da água e do paisagismo ideal. É uma excelente alternativa para quem já está a mais tempo no Aquarismo.

Fonte: Site Aquaflux

79 respostas em “Conheça a compatibilidade de peixes em um aquário”

Muito bom, está me ajudando re-montar meu aquario de 27 lt(45x30x20). A ideia até o momento é montar com pedra basalto preta como substrato inerte camada de 5cm, uma camada 1cm de substrato fértil para anubias ou similares. Hang on atman 300l/hr. Fauna: apistogramas, neon, papilocromis, ramirezi, limpa vidros, coridoras e o peixe destaque Rainbow Melanotaenia Blue Neon. Estou aberto a dicas, criticas e sugestões.

Olá, estou montando um Aquário e gostaria de saber se colisas se dão bem com outros peixes ?
Tipo: cascudo, coridora, guppis e Killifishes.

Boa tarde!
Com exceção dos guppys, todos os outros da relação são compatíveis, desde de que haja espaço e oxigenação no aquário. Um abraço!

Olá terra zoo, tenho um aquário 70x30x45 inicialmente foi montado para 4 kinguios, 2 telescópio é 2 red caps, infelizmente os perdi recrntdmente, Agora decidi adapta-lo pata a criação de cíclicos africanos anões. Quais são as suas recomendações ??

Olá, Thiago, boa tarde! Os ciclideos africanos são de água alcalina (Essa por sinal é uma grande exigência deles), para manter a alcalinidade necessária, é preciso que o aquário contenha rochas calcárias e/ou substrato calcário.
Ciclideos são peixes bastantes territoriais, então é necessário também formar tocas entre as pedras para esconderijos. Para esse volume de água é recomendado no máximo 10 ciclideos (10 litros para cada peixe).

poso ter um tetra neon com um peixinho dourado comum no mesmo aquario? eles se dao bem? sao brincalhoes?

Oi, tudo bem? Embora Tetras e Peixes dourados compartilhem dos mesmos parâmetros da água, não é recomendado que habitem o mesmo aquário. Para conviver com Tetras, o ideal são peixes de mesmo porte e água neutra.
Para Peixes Dourados, o aquário deve compartilhado sempre com a mesma espécie. Existem inúmeras variações de Peixes Dourados e o aquário fica bem legal!

Boa tarde.. tenho um aquário comunitário de 50 litros. Tenho um green terror, paraísos, colisa, tetra, tricogaster, eu tinha um ciclideo auratus, mas ele matou um tricogaster azul e um acara ouro, no caso devolvi para a loja esse auratus, pode me indicar um outro ciclideo que se adapte a esse aquário ? Desde já agradeço

Bom dia, Priscila, tudo bem? Seu aquário está sendo povoado por peixes de diferentes comportamentos e diferentes exigências com relação à parâmetros da água. Por exemplo, o Auratus é um ciclídeo africano bastante territorialista cujo PH é bem alcalino. O Green Terror é igualmente territorialista, PH alcalino, contudo, chega a 30 cm de comprimento quando adulto. Certamente irá devorar todos os peixes do seu aquário. O restante da fauna é bem mais compatível. A recomendação é que imediatamente retire também o Green Terror.

Tentei montar um aquario de 200l com ph acido com 3 cardumes de tetras de aproximadamente 15 individuos cada , sendo eles mato grosso , rodostomus e neons bem pequeninos. Acrescentei 4 acaras bandeiras de porte medio. O ph esta ok mas os mato grossos mataram 2 bandeiras. Tirei os outros 2 e alem disso morre um neonzinho a cada dia. Qual seria o problema? Sera que os mato grossos por serem um pouco maiores que os neons?

Bom dia, Herbert! Primeiro, precisamos saber como foi feita a ciclagem biológica do aquário. Pelos “sintomas”, está parecendo que a biologia do aquário não estava preparada para receber tantos peixes. Com relação ao convívio dos peixes Mato Grosso com Acarás Bandeiras, nada contra, no entanto, caso o aquário esteja com a formação biológica incompleta, os Acarás podem ter enfraquecido e o cardume de Mato Grosso de forma natural, se “aproveita” disso para se alimentar do muco no corpo e da cartilagem das nadadeiras dos peixes comprometidos. Entre em contato conosco pelo contatos@terrazoo.com.br e nos informe mais detalhes quanto a ciclagem! Um abraço!

Olá, Fabiana, tudo bem? A pergunta é bem ampla, mas, sem erro, é possível criar peixes japoneses. Não há registros de incompatibilidade entre essa espécie. Qualquer membro dessa família é compatível com outro membro. Exemplos:
Peixe japonês rubi, Japonês telescópio, Japonês cálcio, Japonês véu… Um abraço!

Boa noite! Estou montando um aquário de 480l e gostaria de ajuda para escolher os peixes…um dos q mais gostei até agora foi o botia palhaço, aí queria ajuda para escolher peixes q possa conviver nesse aquário. Pensei nos bandeiras mas não estou querendo muitas plantas no aquário. Se puderem me dar opções de peixes q combinem eu agradeço. E vcs enviam para João Pessoa?

Desde já agradeço a atenção.

Att Guilherme Serpa

Olá, Guilherme, boa tarde! Os peixes que indicamos são: Botia palhaço, Acará bandeira, Tetras em geral, Corydoras, Tanicts e Danios. Esses são bem compatíveis. Porém, não fazemos entregas de seres vivos. Esperamos ter ajudado! Caso queira mais informações, entre em contato conosco pelo contatos@terrazoo.com.br. Estamos à disposição!

Olá parabéns pela matéria! montei meu primeiro aquário e é um comunitário, tenho paulistinha rosa, cascudo, coridara, tetra rosa, espadinha ,molinesia dalmata e molinesia balão, no total tem quase 20 peixes já fiz uma tpa e até a agora não perdi nenhum e tbm não sejo eles brigando, essa diversificação está ok? abraços!!!

Olá, Leandro, tudo bem? ficamos felizes com sua mensagem! A fauna desse aquário até que não está tão incompatível com relação ao convívio entre as espécies, contudo, o PH difere um pouco. A recomendação é manter o PH sempre neutro. Um abraço!

Olá! Tenho 3 aquários, porém em um deles somente um Tricogaster. Num dos outros tenho 4 Kinguios, 2 amarelinhos minúsculos e bem ligeiros e 2 cascudos limpadores.
Será que existe como integrar meu Tricogaster ao aquário com os demais peixes?
Ou coloco ele junto com minhas 4 tartarugas? É um aquário gigante. E ele vive dentro da toca dele. Mas fico com pena de ver o bicho sempre sozinho.
O aquário das tartarugas tem 1.50 comprimento x60 largura x40 profundidade. Porém da pra encher 60cm tbm. Até ontem as tartarugas não atacaram nenhum peixe. Os que citei antes, até dois dias atrás viviam junto com as tartarugas.. Porém elas incomodam os peixes com suas unhas.. principalmente os cascudos.
Então.. o que faço com meu Tricogaster solitário?
..deixo sozinho, coloco com as tartarugas ou com os outros peixes? Agradeço de antemão a atenção! Abração, Dina!

Olá, Dina, obrigado por nos procurar para lhe orientar!

Veja só, o correto mesmo é entender que cada animal possui uma natureza específica, e que dificilmente conseguimos mudar.

O cascudo, o tricogaster e o peixe japonês possuem hábitos alimentares, comportamento e pH diferentes, mas que se forem bem adaptados, podem viver no mesmo ambiente, desde que esse aquário seja amplo, evitando que haja disputa por espaço. Contudo, é bem mais recomendável que os peixes japoneses fiquem isolados dos demais por não possuírem nenhum mecanismo de defesa contra possíveis ataques.
Quanto à tartaruga, ela é altamente voraz, e pode ter certeza que peixes estão inseridos em sua dieta, então pela lógica, mais cedo ou mais tarde, ela irá comer seus peixes, sejam eles cascudos ou não.
Nossa recomendação é a seguinte:
Um aquário somente para a tartaruga, outro para os cascudos e tricogaster e outro para os japoneses. Um abraço!

Tenho aquário comunitário de 200 l, com tetra Neon, tetra rosa, rodóstomo, colisa, coridora, ramirezi. Mais ou menos uns 40 peixes pequenos (total). Gostaria de colocar uns 2 peixes coloridos maiores e que sejam compatíveis com os que já tenho acima referidos. Podem me indicar quais?

Boa tarde!
Tenho um aquário de 160L com as espécies abaixo:
7 coridoras.
3 Tricogasters
3 Mocinhas
2 Ampularias
2 paulistinhas veu
Platis e molinesias.
1 cascudo abacaxi
Gostaria de adicionar algumas espécies maiores e coloridas… qual a sugestão?
Obrigada

Boa tarde, Milena, tudo bem? O seu aquário está bem diversificado!! Os platys e molinésias estão destoando do grupo dos peixes de pH mais baixo, contudo, se estão adaptados podem permanecer…
Sugerimos peixes grandes e coloridos para esse aquário, que são os acarás discus, pois possuem temperamento e pH super compatível coma a maioria das espécies que habitam esse aquário. Um abraço!

Eu tinha 1 peixe telescópio, a gente se apaixona pela maneira que são, 1 douradinho pequeno, 2 daqueles fininhos que parecem o Disco, e um cascudo ainda pequeno que só vive no vidro e não arruma briga com ninguém…tudo era paz. Meu marido ganhou numa loja de peixes 1 casal de zebra, ( ele bem maior e ela com um dourado, parecendo ovas, o proprietário alegou que ela teria bbs) parecem inofensivos né? Coloquei e ela simplesmente matou todos os peixes, sobrando apenas o cascudo. A minha telescópio ela arrancou os olhos. Quando vi fiquei apavorada, retirei e infelizmente não aguentaram..fui ver sobre, é extremamente agressiva, matou até o dito * marido* e está aqui . Vou doar . Li que são ilusórios, as pessoas compram pela docilidade que parecem ter e no fim há casos de que crescem até 30 cm e são carnívoros 😥. Eu vou atrás de outros peixinhos, pois meu filho está com febre desde o dia . Foi uma falha minha mas pareciam realmente dóceis, em 30 minutos ela fez a matança. Sinceramente, eu nem consigo olhar. Vou doar , mas tenho pena de quem for até a loja e se encantar. Crio o cascudo, vou pegar o telescópio, pois meu filho adora o jeitinho desengonçado, carinhoso, e os fininhos ( parecem discos) . Peixes africanos nunca mais. Lojistas deveriam sim, estudar sobre, para evitar isso.

Olá, Elaine, obrigado por seu relato. Lamentamos muito pelo ocorrido, de fato, o ideal é o criador pesquisar sobre e o lojista também passar a informação correta sobre as raças de peixes ornamentais. Por isso, nossa equipe de aquarismo é sempre bem treinada para que não ocorra essa situação e estamos sempre à disposição para tirar qualquer dúvida. Não desista dos peixinhos, crie o ambiente adequado para cada um em aquários separados. Um abraço.

Tenho um aquário de 200 Lt tenho 10 mato grosso 10 barbo sumatra 1 cascudo 2 gatos invertidos 2 demasoni e 1 sacolofi e 1 yellow será que terei problema com esses ciclideos.

Olá! Nesse caso, você tem aí um grupo de peixes de água ácida/neutra e um outro grupo de peixes de água bem alcalina. Não é recomendado os ciclídeos nesse aquário.

Olá estou montando um aquario e queria colocar ciclideos africanos mas tem vários ai nao sei qual pode ir com qual Vc pode me dar algumas dicas desde já obrigado

OLA TERRA ZOO tenho um aquario de 70x30x45 gostaria de manter somente 4 kinguios não tem enfeites para melhor natação deles , eu consigo manter os kinguios nessas medidas ?

Boa tarde! Esse volume de água para 4 kinguios está muito bom. Enfeites para eles tem que ser plásticos, pois eles são herbívoros e comeriam toda planta natural.

Bom dia, amigos!
Uma dúvida: colocar um cardume de neons junto a dois dourados, é possível?
Gracias, T.

eu tenho um aquário de 200 litros, mas está cheio até a metade
tenho 2 kinguios telescópio
1 colisa lalia
20 tetras
2 carpinhas
tudo bem manter esses juntos?

Olá! Tenho um aquário com um betta macho. Gostaria de saber se poderia adaptar dois a 3 molinesias nele. Tem muitas plantas e tocas como esconderijos. Obrigada

Olá! Bettas são peixes de água neutra, enquanto que molinésias são de água extremamente alcalinas. Mantenha a água em PH 7,2 que certamente atenderá a necessidade de ambas as espécies.

Olá estou montando um aquário de 54l ( 60x30x30), queria botar Betta, Rasbora, Cascudo, Killifishes e Colisas. Eles se dão bem? E o que devo por no aquario para eles? tipos de pedra e de areia…

Olá! A maior restrição é em relação aos killifishes, pois dependendo do gênero, podem ser um tanto quanto agressivos, principalmente com o peixe betta.
A sugestão para substrato é areia ou cascalho natural de pequena granulometria.

Bom dia! Infelizmente, não é o indicado, por conta do ph adequado ser diferente para cada espécie e também porque as bettas fêmeas são predadoras. Um abraço.

Simplesmente amei , finalmente achei um texto que me ajudasse, mas ainda tenho dúvidas… kkkk. Bom eu tenho 2 tricogaster e queria colocar mais peixes no meu aquário pq só 2 tricogaster está muito sem cor e sem vida, queria saber quais peixes posso colocar com o tricogaster. Posso colocar paulistinhas? Kinguios ou cascudos? Estou MT em dúvida, precisava da resposta para amanhã (dia 29/07/2020 quarta-feira) alguém me responde por favor??

Olá! Ficamos felizes com sua mensagem! Com tricogaster: Cascudo, corydora, tetra, colisa, beijador, barbus, dojo, cruzeiro do sul e acará bandeira! Um abraço.

Boa tarde ,gostaria de saber qual beta posso colocar num aquário de 30 litros ,que já tem 3 neons e 9 rodostumus ,um beta macho só ,ou duas betas fêmeas ,o que acham?

Oi, boa noite!

Tenho um aquário de 50 L com Um Acará Severum, 2 Ciclídeos Africanos de porte pequeno e um Cascudo.
Gostaria de colocar um ou dois Acarás Disco. Será que são compatíveis com os peixes já residentes?

Obrigado.
Att,

Até que são compatíveis em parâmetros da água, porém, acarás discos são bem lentos ao se alimentar, devido a isso eles podem emagrecer e perder resistência, por isso, não é recomendado.

Olá, tenho1 coridora, 1 tricogaster, 2 plati, 3 paulistinhas e 2 calda de véu, estava tudo bem até os calda de véu chegarem, tive que separar o tricogaster, ele não aceitou, será que funciona colocar junto mais um tricogaster?

olá, estou montando um aquario de 200l comunitário, poderia por gentileza me sugerir uma fauna bacana

Eu tenho um laguinho / aquário de quintal maior cheio de espadinhas, e gostaria de colocar outros peixes também, tem alguma espécie de peixes que seja mais adequada para por junto?

Boa noite,

Meu aquário tem 72L, possui 2 cascudos pequenos e um papagaio. Posso colocar neons juntos deles ?

Tenho 5 espadinhas e 2 telescopio e os eapadinhas estao atacando o telescopios?
Oq faço
Meu aquario é de 60 litros

Tenho 2 telescopios e 5 espadinhas em um aquario de 60 litros
Os espadinhas estao atacando os telescopios
Oq faço?

Ola, posso criar em um mesmo aquário tetra, acara bandeira, coridora e limpa vidro ? Quantos tenho que ter de cada um? e eu poderia ter mais espécies de peixe com eles, se sim poderia citar alguns?

Boa tarde, tenho um aquario de 200 lts, com 10 pacu prata cd,e um cascudo,quais peixes posso colocar junto,de preferência bem coloridos

Olá, boa tarde. Parabéns pela matéria!
Por favor, eu tenho 6 barbus em um aquario 45x21x27. Eu posso colocar um cascudo? Eles são compatíveis?
Muito obrigada

Bom dia tenho vários peixe no meu laguinho espadinha cascudo cangaço carpa mato grosso língua eles poderem viver bem

Olá
Tenho um aquário de ciclideos africanos
Qual peixe posso colocar no aquário junto com os ciclideos?

Eu fiz um aquário de 9 litros ,tem uma alga, um mini canhão, filtro e termostato e uma caminha pra Betta. Eu tinha comprado uma Betta fêmea e dois molinesias macho. Um dos machos tive que doar ele estava perseguindo o outro macho. Agora está em paz, a Betta e o outro molinesia sem briga ou perseguição. Porém, vejo que o molinesia não para de nada de cima pra baixo super agitado e a Betta não está comendo. Eu dou o farelo Premium que serve para os dois. Por favor molinesia e Betta (fêmea) podem mesmo ficar juntos ? Nao sei se troco a ração pois dizem que essa é a melhor indicada… ?

O peixe betta é de água neutra, enquanto que a molynesia é de água alcalina, contudo, ambos conseguem viver muito bem em ph neutro. Se o ph estiver neutro, atenderá bem às duas espécies. O fato da molyneisa estar agitada, pode se dar ao fato de ser mais ágil que o betta.

Olá, boa tarde.
Quero montar um aquário plantado, com um betta macho. Quais peixes seriam mais compatíveis?
É possível colocar tetras neon, glowlight ou foguinho?

Bom dia! Os peixes Betta não são compatíveis com outros, somente entre eles, contudo, se o aquário plantado tiver um volume superior a 20 litros, e se for densamente plantado, dá sim! Um abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.