close
fim de ano

Quando os festejos de final de ano são anunciados, muita gente começa a se afligir com o que vem pela frente. Nessa época, alguns problemas comportamentais do cão podem se tornar bem incômodos. Por exemplo, quanto maior o cão, maior a facilidade para ele explorar com o focinho as gostosuras da ceia de natal em cima da mesa. Se os estouros dos fogos fizerem o fiel amigo entrar em pânico, a comemoração da entrada do Ano Novo poderá ser bastante tumultuada. Sem falar nos trovões das chuvas de verão, que podem resultar em buscas atrás do cão fugitivo no meio do aguaceiro. O impacto de situações estressantes como essas, porém, pode ser evitado ou bastante reduzido com algumas dicas.

Medo de fogos

Cães com receio de estampidos costumam salivar com excesso, perdem o apetite, ficam ofegantes e procuram o tempo todo um lugar seguro para se esconderem (geralmente menor que eles). Há também os que fogem ou acabam se machucando ao tentar pular uma cerca ou muro, por exemplo. Se não para começar a preparar o cão para os estrondos sejam aceitos com naturalidade, algumas dicas poderão ser úteis na hora H.

Segurança

Não se esqueça de verificar se o local onde o cão fica abrigado nas situações que o amedrontam é seguro e livre de perigos. Alguns cães chegam a quebrar portas de vidro, podendo se ferir gravemente.

Medicação

Se o caso do seu cão é caracterizado como fobia em alto grau, é indicado consultar um veterinário de confiança. Ele poderá prescrever medicamentos para os mais ansiosos, se for o caso.

Roubo de comida

É normal que o cão saudável tenha bom apetite. Mas alguns são vorazes demais, difíceis de controlar. Raças selecionadas para caça, como os Beagles, tendem a estar esfomeadas o tempo todo. É um comportamento que até pode contribuir para manter o interesse pela presa, mas tanta gula não é bem-vinda nas confraternizações familiares.
E como agir quando não foi possível preparar o cão para ser bem-comportado ao ver comida? Sugerimos, em seguida, algumas providências com potencial para reduzir significativamente os ímpetos de abocanhar gostosuras. Mas lembre-se que, no futuro, quando você resolver ensinar obediência básica ao cão, um comando poderá ser suficiente para controlar os impulsos gastronômicos dele.

Canse o cão antes da festa

Algumas poucas horas antes do evento, faça um passeio longo e vigoroso com o cão. Com isso, ele terá menos energia para atividades como dar uma espiada na mesa e, quem sabe, conseguir alguma guloseima.

Encha a barriga dele previamente

Alimente bem o cão antes da reunião familiar para diminuir o interesse dele por comida. Além disso, quando for servir a refeição aos convidados, ofereça antes ao cão um osso novo, do tipo que ele mais gosta. Ou, então, dê um brinquedo daqueles que desafiam a tirar a comida do seu interior (alguns modelos permitem até que a comida esteja congelada, o que prolonga a duração do entretenimento). Cansado depois de passear, barriga cheia e ainda entretido com as delícias especialmente oferecidas para ele provavelmente participará da confraternização familiar sem incomodar.

Tags : cachorroscãescomportamentocuidadosdicadicas
Terra Zoo

Sobre o autor Terra Zoo

Deixe uma resposta