close
AquarismoDestaques

Dicas de alimentação para peixes ornamentais

maxresdefault

Assim como a maioria dos animais, quanto mais balanceada e diversificada é a alimentação dos peixes ornamentais, mais saudáveis eles serão e, consequentemente, mais beleza e encanto trarão para os aquários e também podem ter um tempo de vida mais longo.

Sempre que adquirir ração para peixes, é preciso estar atento em qual irá suprir as necessidades, o tipo de aquário, etc. Isso porque a eficiência de aproveitamento da ração para o máximo desenvolvimento depende principalmente de sua composição. Se a ração apresenta-se deficiente em qualquer nutriente essencial para o crescimento, como aminoácidos, vitaminas ou minerais específicos, será necessária maior quantidade de alimento para satisfazer essa exigência, tendo como consequência menor eficiência alimentar e até a perda da qualidade da água pelo excesso de ração ofertada, assim como vários outros problemas.

As fábricas de rações para peixes possuem uma imensa diversidade de formulações nutricionais, principalmente pela introdução de novas espécies no mercado da Aquariofilia. As rações mais comuns e usadas hoje em dia podem ser à base de spirulina ou proteína animal. As rações à base de spirulina são indicadas para peixes herbívoros, bem como alguns peixes marinhos como os Tangs, pois passam a maior parte da vida se alimentando de algas entre os corais.

Rações para peixes são diferenciadas por cor, sabor, odor, textura e outras características, bem como formatos para peixes que se alimentam no fundo ou em cima da água do aquário. Sempre compre rações de marcas conhecidas e confiáveis, e tenha muita atenção na validade e no armazenamento dessas rações! Elas devem ser guardadas em lugares secos e arejados, pois rações mal armazenadas podem umedecer e serem contaminadas por fungos, bactérias e outros microorganismos patogênicos. Prefira sempre rações de marcas conhecidas como Tetra, Sera, Tropical, Poytara e Alcon Colors, confira mais opções aqui.

Dicas e cuidados na alimentação dos peixes

1 – Horário de alimentação:
Qualquer animal de estimação precisa de um cuidado especial no momento da alimentação e, com os peixes ornamentais, isso não é diferente. Ter um horário de alimentação é importantíssimo. Inclusive, ter uma rotina é ainda mais crucial quando temos várias espécies em um mesmo aquário, já que os hábitos alimentares costumam ser diferentes entre cada espécie. Sempre mantenha disciplina nos horários de alimentação, pois isso pode ser crucial para manter seu aquário saudável como um todo.

2 – Cardápio variado:
Existem peixes que se alimentam de comidas que afundam, enquanto outros preferem alimentar-se na superfície da água. Cada espécie tem ainda hábitos alimentares variados, como os herbívoros e os carnívoros, e ainda os peixes que se alimentam exclusivamente de matéria viva, como o Peixe Vidro. Para garantir uma alimentação correta para todos os peixes do seu aquário, é necessário ter um cardápio bem diferenciado, com mais de um tipo de ração, ainda mais se tiver várias espécies com hábitos diferentes dentro do mesmo aquário, sendo portanto muito importante adequar-se à necessidade de cada animal.

3 – Quantidade de alimentos:
Alguns peixes lentos demoram mais para acessar o alimento, enquanto outros que são nadadores mais eficazes levam vantagem na hora de comer. Pensando nisso, fica fácil perceber que muitos acabam por superalimentar geralmente os mais rápidos e subalimentar os mais lentos. Associado a este problema, geralmente temos o fato de se colocar comida demais no aquário na tentativa de suprir os mais lentos, comprometendo com isso a qualidade da água de nosso aquário.

4 – Tempo total de alimentação:
O tempo para os peixes consumirem todo o alimento não deve passar de 5 minutos, independente do tipo de ração. Todo e qualquer alimento que não for consumido se decompõe rapidamente, levando assim à deterioração da água, comprometendo o pH, e contribuindo para o crescimento de algas e altos índices de amônia. Além de todos esses prejuízos, a ração ainda perde grande parte das suas qualidades nutritivas quando permanece por mais tempo na água. A vitamina C, como exemplo, se dissipa na água com bastante facilidade.

Portanto, a melhor medida é dar pequenas porções alimentares, em média, três vezes ao dia. Assim, os mais rápidos se alimentam primeiro e os mais lentos não passam fome.

Tipos de rações

  • Ração peletizada: Por meio da combinação da umidade, calor e pressão, as partículas menores são aglomeradas, dando origem a partículas maiores. Sua estabilidade na superfície da água deve estar em torno de 15 minutos, o que garante sua qualidade por mais tempo. Esse tipo de ração reduz as perdas de nutrientes na água e diminui a seleção de alimento pelos peixes. Porém, tem um custo de produção mais elevado, quando comparada à ração farelada, o que acaba resultando em um preço final superior aos consumidores.

  • Ração extrusada: A extrusão consiste num processo de cozimento em alta temperatura, com pressão e umidade controladas. Sua estabilidade na superfície da água é bem maior comparada a outros tipos de ração, tornando o manejo alimentar com esse tipo de ração mais fácil e eficiente. Atualmente, tem sido uma das formas de ração mais indicadas para aquaristas.

  • Ração farelada: Os ingredientes deste tipo de ração são apenas moídos e misturados. Sua utilização é recomendada com cautela, uma vez que as perdas de nutrientes são muito grandes, causando não só problemas aos peixes, como também a poluição da água dos aquários. Porém, por terem um processo de produção mais simples, são também mais baratas.

  • Ração em flocos: São aquelas formadas por finas camadas secas e esmagadas do preparo alimentar. Estas rações existem uma imensa variedade e são apreciadas por varias espécies de peixes. Algumas flutuam por mais tempo, enquanto outras afundam mais depressa. Isso depende principalmente de características como textura, tamanho e espessura, sendo importante se certificar destes detalhes através das especificações técnicas de cada marca e produto, comparando com o hábito alimentar dos seus peixes.

 

Fonte: peixeseaquarios.com.br

Leia mais
1 12 13 14 15 16 17
Page 14 of 17