close
img-destaque

Muito escreveu-se sobre um provável cruzamento entre o Manchester primitivo ( também chamado, mais propriamente, black and tan terrier) e o pequeno lebrel italiano, vendo-se confirmada a hipótese pelo fato de que nesta raça advertem-se algumas formações características dos lebréis.

O Manchester desde a fundação do clube em 1879, ficou dividido em dois tipos: um de estatura maior, com características semelhantes ao Manchester atual, que teve funções de cão de toca e de ratos; outro, de estatura reduzido, que assumiu o papel de cão de companhia e constituem o progenitor do toy terrier, atualmente chamado pequeno terrier inglês de pelo curto (black and tan toy terrier).

image001

O Manchester terrier não goza, hoje, do favor que mereceria. A raça vai-se extinguindo na própria Inglaterra. É lamentável , pois trata-se dum cão inteligente, fiel, ativo e de uma elegante raça adequada à vida em apartamentos, já que ocupa pouquíssimo lugar e tem pelo fino e curto, que não requer atenções e cuidados especiais.

Nome científico: Canis lupus familiaris

Classificação superior: Cachorro

Expectativa de vida: de 14 a 16 anos

Origem: Inglaterra

Personalidade: Dedicado, Alerta, Alegre, Esperto, Ativo, Discerning

Cores: Preto, Azul e Bronze, Preto e canela, Azul, Tan

Tags : cachorrocachorroscãescompanhiadicadicaspetraçaraças
Italo Moralez

Sobre o autor Italo Moralez

Deixe uma resposta