close
tibetan terrier

Alegre, extrovertido, alerta, inteligente e brincalhão. Assim é o cão da raça Tibetan Terrier. Possui elevado senso de humor e entusiasmo pela vida. Adora a companhia do seu dono, que deve ser firme, pois a raça tende a ser teimosa. É reservado com estranhos, mas não violento nem briguento. Recomendado para pessoas ativas ou famílias com crianças. É indicado para quem não passa muito tempo fora de casa, caso contrário, o cão pode ficar ansioso. O dono deve levá-lo para praticar exercícios regularmente.

A religião do Tibet admite a transmigração da alma; por esta razão os animais, e portanto os cães, e as plantas são todos na mesma consideração que os seres humanos. Os cães pequenos, chamados também “pequena gente” por isso objeto do maior cuidado.

Durante séculos os povos asiáticos – escreve a professora C.J. Stelzer -, e também o Tibet, mandavam presentes ao imperador da China. Cada ano, partiam as caravanas portadoras do tributo desde o Potala, o palácio do Dalai Lama, até a Grande China, incluindo terriers do Tibet (sempre machos), que seguidamente eram presenteados como reconhecimento aos chefes das aldeias que lhes ofereciam alojamento e assistência.

Estes cães, considerados sagrados e com valor de talismã, corriam, entretanto, o risco de ficar sem descendência, o que haveria de causar segundo a superstição – o fim da felicidade e da prosperidade destas aldeias. Pensou-se então em cruzá-los com uma única raça de estatura diminuta que se tenha alcance: os spaniels tibetanos. O cruzamento obtido era muito parecido com os progenitores machos. Quando houve insurreições no Tibet, os cães sagrados originais – isto é, os terriers do Tibet, – foram levados da capital para os vales do interior do país. Mais tarde difundiram-se especialmente aqueles cães muito pequenos de pelo longo, conhecidos hoje como Lhassa apso (cão de pelo longo da cidade de Lhassa obtidos também pelo cruzamento entre terriers do Tibet e spaniels tibetanos). O Lhassa apso tem, efetivamente, o pelo do terrier do Tibet e o corpo mais longilíneo, parecido com o do spaniel tibetano; o focinho mais curto do Lhassa Apso lembra também o spaniel.

Características:

Altura: 35 – 41 cm
Expectativa de vida: de 12 a 15 anos
Peso: 8 – 14 kg
Personalidade: Reservado, Gentil, Amável, Energético, Afetuoso, Sensível
Cores: Preto, Branco, Dourado, Tricolor, Cinzento, Tigrado, Malhado

Tags : cachorrocachorroscãescuriosidaderaçaraças
Terra Zoo

Sobre o autor Terra Zoo

Deixe uma resposta