close

Sem categoria

AdoçãoDestaquesSem categoria

Feirinha de Adoção, neste sábado, na loja do Rio Anil Shopping

21686366_1978073655739256_2936406440438841895_n

Neste sábado, 23/09, acontece mais uma edição da Feirinha de Adoção Terra Zoo. Desta vez, na loja do Rio Anil Shopping. A última edição, na Forquilha, promoveu a adoção de mais de 100 pets, entre cães e gatos, adultos e filhotes.

Cães e gatos SRD (Sem Raça Definida), adultos e filhotes, estarão disponíveis para adoção a partir das 10h da manhã, todos vacinados e com microchip de identificação. Se você quer ter um pet, ou aumentar sua família, essa é oportunidade de receber e oferecer amor a animais resgatados e que precisam de um lar.

Para adotar, é preciso atender aos seguintes requisitos:

Ser maior de 18 anos;
Apresentar RG e comprovante de residência;
Passar pela entrevista de adoção com as ong’s.

Além de promover a Feirinha, a Terra Zoo abraça a causa animal e doará as ong’s e protetores participantes, 10 quilos de ração por cada animal adotado.

Feirinha de Adoção Terra Zoo!
Sábado, 23 de setembro, a partir das 10h na Terra Zoo do Rio Anil Shopping.

Leia mais
DestaquesSem categoria

Ongs e projetos recebem rações da Feirinha de adoção de julho

WhatsApp Image 2017-08-02 at 11.27.52

Nesta semana, as 5 ONG’s e projetos, que participam da Feirinha de Adoção da Terra Zoo, receberam os quilos de ração correspondentes ao número de animais doados no dia do evento.

A Feirinha de Adoção aconteceu no dia 15 de julho, na loja da Forquilha e foram doados 103 pets, sendo 79 cães e 24 gatos SRD (Sem Raça Definida), entre adultos e filhotes. As ONG’s Amada, Dindas Formiguinha e Lar de Noé e os projetos Mutirão de Doação de Ração e Cães e Gatos de Rua de São Luís  receberam as doações que irão alimentar seus animais tutelados e, também, de protetores independentes que participaram da feirinha agregados aos grupos citados.

Amada recebeu 300 kg de ração
Dindas Formiguinha recebeu 420 kg de ração

 

 

 

 

Projeto Cães e Gatos de Rua de São Luís recebeu 120 kg
Lar de Noé recebeu 170 kg de ração

 

Mutirão de Doação de Ração recebeu 20 kg
Leia mais
Sem categoria

Pets: eles também podem voar!

aviao3

Tratados como integrantes da família, os cães tornaram-se companheiros dos donos até nas viagens aéreas. Grande parte não abre mão de ter a companhia do seu amigo na hora de viajar,  mesmo podendo deixá-los em hotéis especializados para cães, ou com alguma pessoa de confiança. A decisão é justificável, uma vez que os cães apegados a seus donos, podem sentir falta deles, gerando apatia, tristeza e falta de apetite. Sem falar que levar o mascote na viagem pode ser bem divertido.

aviao3

Se o seu pet vai viajar, e o meio de transporte escolhido for o aéreo, algumas recomendações devem ser seguidas. Por exemplo, é preciso reservar com antecedência e observar várias normas com as companhias aéreas. Cada companhia tem as suas. Umas aceitam cães na cabine, desde que sejam observados alguns pontos, como idade, peso do animal e especificações do container.Outras, no compartimento de cargas, desde que obedecidas as normas para esta situação.

É importante lembrar, que a maioria das companhias aéreas não transporta raças braquicefálicas ( cães de focinho curto, como bulldogs ou pugs, por exemplo ) por causa do risco de terem problemas respiratórios durante os voos. No Brasil, a TAM é a única que aceita todas as raças, mas só transporta as braquicefálicas no porão de carga, em vôos noturnos, quando a temperatura no horário do embarque e desembarque ainda está amena.

Algumas companhias aéreas aceitam o transporte de cães de pequeno porte ou filhotes em bolsas flexíveis, que lembram sacolas, dentro da cabine, desde que obedeçam as especificações determinadas pela cia aérea.

Tanto quando o cão for viajar dentro da cabine, quanto no porão de cargas, é necessário solicitar a reserva com alguns dias de antecedência, e aguardar o retorno da companhia aérea, informando se sua solicitação foi aceita ou não. Algumas companhias têm restrição quanto a quantidade máxima de animais viajando ao mesmo tempo no compartimento de bagagem.

Se a viagem for internacional, também é importante conferir as regras gerais para entrada de animais no país do destino. Para viajar com cães para a União Europeia, o animal precisa ter microchip eletrônico, e destinos como o Reino Unido, Irlanda, Suécia e Malta, impõem condições sanitárias adicionais, que devem ser consultadas junto às companhias aéreas ou consulados, bem antes do embarque, para que as devidas providências sejam tomadas. Vacinas e atestados de saúde veterinários também são necessários.

Além disso, alguns cuidados com os cães também devem ser observados. O transporte de animais requer alguns cuidados: ” E recomendado não alimentar o animal por cerca de 6 a 8 horas antes do embarque. Os animais devem ser transportados em containers de fibra ou plástico resistente, com tamanho suficiente para que possam ficar em pé e efetuar o movimento de 360 graus em seu interior. Deve haver compartimento para água e o piso deve estar forrado com material que absorva os dejetos”, explica Ronan Weber, gerente do setor pet da Terra Zoo, onde podem ser encontrados containers de todos os tamanhos para o transporte seguro e confortável do seu cão.

Além do transporte, é necessário pesquisar hotéis que aceitam animais, restaurantes e locais de visitação que dêem acesso livre a animais de estimação. Levar seu animal de estimação para viajar dá algum trabalho, mas com certeza valerá a pena. É sempre muito divertido viajar na companhia de um grande amigo, e o seu melhor amigo com certeza vai tornar a sua viagem mais divertidas.

A seguir, algumas das regras de algumas cias aéreas nacionais para o transporte dos pets ( com os respectivos links), convém sempre consultá-las bem antes do embarque, uma vez que podem mudar de tempos em tempos:

TAM

O transporte aéreo de cães e gatos pode ser realizado de duas formas:

– Na cabine de passageiros, somente em Classe Econômica, não sendo permitido no Espaço +.

– No compartimento de carga.

Ambas opções possuem controle de temperatura e pressão, e no compartimento de carga a iluminação é mantida.

RESTRIÇÕES

Algumas raças de cães e gatos possuem restrições, como animais de focinho curto, chamados braquicefálicos.  Por apresentarem dificuldade em manter sua temperatura corporal os animais braquicefálicos não são aceitos para transporte como carga, no compartimento de bagagem da aeronave.  É possível transportar estas raças junto a TAM Cargo em rotas 100% domésticas dentro do Brasil.

A temperatura também é um fator de restrição de transporte de animais. Viagens a regiões com temperaturas muito extremas não são recomendadas, esteja atento à época do ano na qual realizará a viagem, bem como o horário do voo e as temperaturas nos locais de saída e de chegada.

PREPARANDO-SE PARA A VIAGEM – CAIXA DE TRANSPORTE

De modo geral, a caixa de transporte precisa ser resistente, bem ventilada, com tamanho adequado ao animal (para que ele consiga dar uma volta completa em torno de si), não pode abrir facilmente, a porta não pode estar trancada com cadeado ou lacre, deve haver um pote acessível por fora para o fornecimento de água, deve estar forrada com material absorvente (jornal, por exemplo), mas sem outros objetos soltos, deve ter alças, não pode ter rodas.

Para animais viajando na cabine:

A caixa deve seguir as seguintes limitações: o peso total não deve exceder 7kg e as dimensões máximas permitidas são 36cm de comprimento, 33cm de largura e 19cm de altura para caixas rígidas e 36cm de comprimento, 33cm de largura e 23cm de altura para caixas caixas soft “sacolas”.

Para animais viajando no compartimento de carga:

A caixa deve seguir as seguintes limitações: o peso total não deve exceder 45 Kg em voos de/para América do Norte e América do Sul e 32 Kg em voos de/para Europa. As dimensões máximas permitidas são 94cm de comprimento, 64cm de largura e 61cm de altura.

 

Documentação 

  • Certificado de vacinação antirrábica exigido para animais com mais de 03 meses de idade. Essa vacina precisa ser aplicada de 30 dias a 01 ano antes do embarque. Filhotes que tenham menos de 03 meses de vida e que, portanto, não tenham tomado a primeira vacina, serão embarcados somente com autorização expressa do veterinário.
  • Atestado de saúde. Emitido pelo veterinário. A validade do atestado é de 10 dias a partir da data de emissão.
  • No embarque, será necessário o preenchimento de formulário de responsabilidade pelo transporte do animal.

 

Para mais informações sobre as regras de embarque para pets na TAM, consulte a Central de Informações TAM CARGO: 3273-2800 (São Paulo) ou 0300 115 9999 (demais localidades). Acesse http://www.tam.com.br/b2c/vgn/img/ServicosInfos/TransportedeAnimais/index.html

 

 

Azul

A Azul aceita apenas cães e gatos transportados na cabine de passageiros.

Não é permitido o transporte no porão.

A empresa limita o transporte de 3 animais por voo sendo 1 por passageiro e por embalagem. Filhotes (de cães/gatos) com idade inferior a doze semanas são aceitos.

O peso total (animal + container) deve ser de, no máximo, 5 kg.

O animal deve ser acomodado em um pet contêiner, que deve atender as seguintes especificações: Altura = 20 cm; Largura = 31,5 cm; Comprimento = 43 cm.

A taxa cobrada é de R$ 200,00 (duzentos reais).

Documentos para o embarque do pet
São eles:
– comprovante de vacina antirrábica: deve ter o nome do laboratório produtor, tipo da vacina e número da ampola utilizada. Seu animal precisa tomar essa vacina há mais de 30 dias e há menos de um ano do embarque.
– atestado de saúde do animal com validade de 10 dias da data de emissão. É só falar com o veterinário!

Saiba mais sobre as regras de embarque para pets na Azul. http://www.voeazul.com.br/servicos/embarque-animal-estimacao

 

GOL

Na cabine de passageiros

Junto com a caixa de transporte o pet deve pesar até 10kg, acima deste peso não poderá ser transportado na cabine de passageiros.

Na GOL são permitidos dois tipos de embalagens: o kennel rígido ou o flexível, resistentes a vazamentos. As dimensões deles devem ser de, no máximo:

– Kennel rígido: 22cm de altura x 43cm de profundidade x 32cm de largura, conter dados de identificação do dono do bichinho, resistente, feito de fibra ou plástico rígido;

​- Kennel flexível: 24cm de altura x 43cm de profundidade x 32cm de largura, conter dados de identificação do dono do bichinho, com estrutura rígida interna para que fique firme, além de ser de material impermeável;

A GOL não transporta animais em:

– voos com mais de uma conexão, neste caso o animal deverá ser transportado como carga;

– voos de companhias parceiras;

– voos interline e codeshare;

– voos para Estados Unidos.

No porão

Caso seu bichinho de estimação ultrapasse as dimensões ou peso máximo para viajar na cabine não se preocupe, ele voa com você, apenas em outro ambiente.

Até 30 kg – no porão dianteiro da aeronave, que possui a mesma pressurização e temperatura da cabine de passageiros. Para o transporte, é cobrada uma taxa no valor de R$ 90,00 (noventa reais) por trecho, mais o peso total do animal junto com a caixa de transporte, multiplicado pelo valor correspondente a 1% da tarifa cheia vigente no dia do embarque do trecho a ser voado. É importante lembrar que as dimensões da caixa de transporte do animal não podem ultrapassar 86cm (A) x 122cm (L) x 135cm (C).

Acima de 30 kg – Neste caso, a viagem é feita pela Gollog, o serviço de cargas da GOL.

A GOL não transporta no compartimento de carga caninos e felinos braquicefálicos.

Documentos

Saiba mais sobre as regras de embarque para pets na GOL. http://compre2.voegol.com.br/

 

Documentos necessários

Assim como você, seu pet deve apresentar alguns documentos para viajar. Um deles é o comprovante de vacinação contra raiva. A vacina é obrigatória para animais com mais de três meses de idade e deve ter sido aplicada há mais de trinta de dias e tem validade de pelo menos de um ano. Outro documento é o certificado de inspeção veterinária, ou atestado de saúde, como também é conhecido. Para ter validade na hora do embarque, o documento deve ser emitido no máximo dez dias antes da viagem.

Dicas extras

– Não viaje com fêmeas em fase de gestação, pois a movimentação pode assustá-las;

– Não viaje com animais muito novos ou muito idosos, pois ambos requerem cuidados mais especiais.

– Se o cãozinho tiver embarcado com você na cabine, durante as escalas, deixe que ele caminhe um pouco para que possa gastar energia, possa se movimentar um pouco depois de um longo período parado e fazer suas necessidades fisiológicas em um local adequado.

  • As regras das companhias aéreas podem sofrer alterações sem prévio aviso. Consulte o site da companhia aérea ao programar sua viagem para ficar livre de surpresas desagradáveis.
Leia mais