close

Raças

CãesDestaquesRaças

Conheça o Pastor Catalão

pastor catalão

Muito comum na Catalunha, onde é chamado “gos d´atura”, este cão tem uma origem claramente análoga as dos demais pastores europeus. Interessante observar que o tipo de pastor de pelo longo, difundido por toda Europa, não podia deixar de imigrar para a Espanha, principalmente na zona dos pirineus, onde o pastoreio sempre constituiu um dos recursos principais.

Na região de origem, o pastor catalão ainda é empregado como auxiliar na condução de rebanhos, atividade na qual mostra-se realmente formidável: sabe evitar com muita facilidade que os animais passem a zonas cultivadas ou que o rebanho se disperse. Nem o touro mais impetuoso ou o potro mais selvagem o desobedecem: graças a sua astúcia, força e capacidade, obtém do gado uma submissão tal que lhe basta colocar-se no limite de um terreno cultivado para que nenhum animal se atreva a entrar nele. É possível observar, ás vezes, como um pastor, sem mais ajuda que um ou dois destes cães, consegue conduzir um rebanho muito numeroso com segurança, rapidez e precisão tais, que desperta assombro.

Excelente para a guarda, como cão policial de guerra, graças à pelagem e à estatura reduzida, o pastor catalão vai-se afirmando cada vez mais também como raça de companhia.

Temperamento

O Pastor Catalão é carinhoso, rústico e fiel. É bastante inteligente e obediente, o que faz com que seja de fácil treinamento, é capaz de seguir os seus próprios instintos de forma a resolver os problemas com que se depara. Por vezes encontra-se exemplares desta raça em concursos de agility, pois é muito ágil e enérgico. É aconselhável que seja habituado à socialização, devido à presença forte de características de cão de guarda. É ainda um cão reservado, mas mesmo assim é brincalhão.

Expectativa de Vida: 12 – 14 anos
Personalidade: Protetor, Ágil, Inteligente, Treinável
Altura: Macho: 47–55 cm, Feminino: 45–53 cm
Cores: Preto, Vermelho, Cinzento, Fulvo, Sable, Marrom
Peso: Macho: 16–20 kg, Fêmea: 16–20 kg

Leia mais
CãesDestaquesRaças

O doce gigante Irish Wolfhound

irish

Apesar do seu tamanho gigante e do seu aspecto eriçado, o Irish Wolfhound – consciente, talvez, de ser o mais forte – é de índole amável, e de grande bondade e generosidade; paciente com todos, em particular com as crianças, coisa em que dificilmente o iguala a outras raças caninas.

É muito inteligente, mais reflexivo que vivaz, e muito hábil. Quem teve por companheiro a um destes cães dificilmente poderá escolher outro. Bom cão de guarda, valente, enérgico, não é de natureza mordedora: limita-se a latir e a observar o intruso até que chegue o dono. Entretanto, se adestrado para o ataque, pode ser perigosíssimo, porque a sua extraordinária força permite-lhe chegar a matar um homem.

Ama a todos os membros da família, mas mostra especial tendência a tomar carinho por uma pessoa mais que por outras, a que logo considera o seu guia; por ela, o seu apego não conhecerá limites e não será transferido a outros.

Não é aconselhável tê-lo na cidade: sofre com o calor e gosta de estar ao ar livre. Mas, para estar junto ao dono, adapta-se a todos os ambientes embora a falta de liberdade e espaço possa influir na sua saúde e caráter.

Diz-se que as origens desta raça datam de 1863, a partir de cruzas com o Dogue alemão. Outros consideram, que as suas origens são muito remotas, já que pareceria certo que na Irlanda existiam antigamente cães lutadores de grande tamanho e estatura, dotados de excepcional força muscular.

O naturalista E.C.Ash não crê que a raça tenha uma origem anterior ao século XIV: refere-se a cães irlandeses de grande volume, mas diz que teriam sido simplesmente descendentes dos dogues alemães, mastins e greyhonds.

Nestes últimos anos, o Irish Wolfhound voltou a estar na moda na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos; em ambos os países o seu número aumentou consideravelmente e as suas qualidades psicofísicas melhoraram notavelmente.

Expectativa de vida: de 6 a 10 anos
Classificação: Raça
Personalidade: Leal, Dócil, Generoso, Digno, Aprende fácil, Paciente
Cores: Preto, Branco, Vermelho, Cinzento, Fulvo, Tigrado
Origem: Bélgica, Irlanda

Leia mais
CãesDestaquesRaças

Cheio de energia, o Foxhound Inglês é um corredor nato

foxhound inglês

Corajoso e amigável, o Foxhound Inglês gosta de ficar perto da família. Contudo, gosta da companhia de outros cães. Precisa de exercícios diários para não se tornar ansioso e dominante. É mais indicado para a vida no campo, ou com donos que pratiquem atividades diárias. Cheio de energia, consegue correr por quatro ou cinco horas sem parar. De difícil adestramento, exige paciência do dono.

A maioria dos especialistas e autores concordam em que o Foxhound Inglês deriva do cruzamento entre o antigo cão rastejador normando e várias raças de sabujos, muito abundantes desde a antiguidade em todas as regiões da Grã-Bretanha. Embora os ingleses sempre possuíssem e caçassem com cães rastejadores, foi somente depois da conquista normanda que a caça a cavalo com um grupo de cães foi introduzida no país e organizada regularmente. Os cães levados pelos conquistadores normandos eram, sem dúvida alguma, os sabujos normandos. Na Inglaterra, esta raça tomou mais tarde o nome de talbot.

Com o passar dos anos, o talbot continuou existindo enquanto várias raças derivadas dele, evoluíram em formas diferentes nas distintas zonas de Grã-Bretanha, segundo a necessidade, o tipo de terreno e os gostos e ideias dos caçadores e criadores.

Durante o reinado de Jaime I e de Carlos I, ocorreu um súbito melhoramento na velocidade de alguns tipos de sabujos ingleses. Alguns autores atribuem esta modificação imprevista nas aptidões do cão, ao fato de que Jaime I da Inglaterra ter recebido de presente de Henrique IV da França um grupo de cães, para caçar cervos a cavalo, de uma das raças reais de “chiens courants”, e que esses cães, considerados de moda, foram amplamente usados como reprodutores em todas as zonas do país; outros, ao contrário, atribuem-na cruzamentos reiterados e bem dosificados com o greyhound. Mas, na segunda metade do século XVIII, na Grã-Bretanha, a raposa substitui o cervo como presa preferida na caça esportiva; portanto, as normas e regras do “fox hunting” foram uniformizadas e regulamentadas em todo o país e o foxhound adquiriu um tipo definido, com características precisas e válidas ainda hoje.

O foxhound inglês, atualmente, é um modelo de sabujo por suas qualidades, seus dotes estéticos e aptidão para a caça. É difícil encontrar outro cão que possa trotar 15 ou 20 quilômetros desde o canil até o sítio prefixado, caçar durante 5 ou 6 horas (seguindo quase sempre a galope o passo da presa, descoberta no mato) e logo refazer o caminho para voltar à casa, sempre atento.

Leia mais
CãesDestaquesRaças

Poodle: uma das raças mais populares

poodle

Por baixo do porte aristocrático e da tosa extravagante, existe um cérebro muito desenvolvido. É característico do poodle imitar quase com perfeição o que vê fazer os demais, principalmente o dono, aprendendo com grande facilidade os exercícios mais diversos; por esta razão, os famosos cães amestrados dos circos foram, na sua maior parte, poodles. A sua aguda inteligência, que muitos especialistas consideram superior a de qualquer outro cão, faz que seja agrupado entre as raças mais interessantes e difundidas.

Além destas qualidades, é preciso levar em conta a sua beleza e originalidade. Trata-se, na realidade, dum cão anatomicamente bem constituído e muito gracioso, que se destingiu pelo seu característico tosado, que a diferencia de qualquer outra raça.

Eles cheiram bem. Não exalam o típico odor de cachorro – muito menos de cachorro molhado. A explicação para o perfume natural, é uma característica da pele que os impede de perder pelos. Por causa disto, são também bastante populares entre os alérgicos.

Cheiram bem, não soltam pelos e são inteligentes. Popularidade garantida. Em São Paulo, por exemplo, é a segunda raça mais popular como cão de estimação. Não há dados precisos referentes às suas origens. Os franceses pretendem que é, indiscutivelmente, originário da sua terra; entretanto os alemães afirma que se trata dum produto nórdico autóctone, mais precisamente teutônico, opinião compartilhada pelo grande naturalista Brehm. Há, também, os que sustentam que é originário do Piemonte. Sélincourt, por exemplo, defende esta opinião, baseada no fato de que antigamente havia na Itália poodles de singular beleza, que os turistas ingleses costumavam comprar para levar consigo à sua terra.

Mas a hipótese mais aceitável é a que sustentam os franceses, para os quais os poodles modernos viriam do barbet, cão de mostra francês hoje quase desaparecido, que se caracteriza pelo pelo lanudo e crespo. Do barbet teria conservado, principalmente o instinto para a caça. Na França é chamado de “caniche”, de “canard” (pato), animal que noutra época este cão caçava com gosto e perícia.

Características:

Altura: 45 – 60 cm (Adulto, até à cernelha)
Expectativa de Vida: 12 anos
Classificação superior: Cachorro
Classificação: Raça

Leia mais
CãesDestaquesEventosRaças

Feirinha de Filhotes Terra Zoo, neste sábado

WhatsApp Image 2017-11-08 at 09.55.09

Neste sábado, dia 11/11, tem FEIRINHA DE FILHOTES TERRA ZOO, na loja da Forquilha!

As raças confirmadas que estarão disponíveis são: Chow Chow, Pug, Shitzu, Sharpei, Beagle, Yorkshire, Labrador, Maltês, Bulldog Francês, Bulldog Inglês, Cocker Spaniel e Dachshund.

Além da venda de filhotes de cães de raça, também terão várias atrações e atividades como:

  • Pet Park;
  • Demonstração de Agility;
  • Brincadeiras com premiação;
  • Brindes;
  • Bazar da Ong Dindas Formiguinha;
  • Venda de lanches da Ong Amada;
  • Vacinação antirrábica e teste de leishmaniose gratuitos realizados pela UVZ (Unidade de Vigilância em Zoonoses). 

     

    Feirinha de Filhotes Terra Zoo
    Loja da Forquilha.
    Sábado, 11 de novembro.
    Das 8h às 18h.

Leia mais
CãesDestaquesRaças

Spitz Japonês: espirituoso e inteligente

spitz japonês1

Ninguém sabe exatamente as origens do Spitz Japonês, mas alguns dizem que eles são descendentes do Samoieda. A teoria é controversa, mas aqueles que acreditam que o Spitz Japonês vem do Samoieda, dizem que eles foram criados para serem “Samoiedas pequenos”. Tudo em relação ao Spitz Japonês sugere que ele realmente seja uma versão pequena do Samoieda. A raça foi criada no final do século XIX e foi muito popular nos anos 50. Tem ficado mais popular na Europa e na América do Norte.

Temperamento do Spitz Japonês

O Spitz Japonês é um cachorro espirituoso, alegre, inteligente e brincalhão. Ele também é ótimo cão de alerta, sempre atento ao que acontece ao seu redor. O Spitz Japonês não é difícil de treinar, contanto que o dono seja firme e consistente na sua educação (como deve ser com qualquer raça). Essa raça aprende muito rápido e adora agility e pegar bolas e frisbees. Esse cão alegre normalmente é ótimo com crianças e se dá bem com outros animais.

Na verdade, o Spitz Japonês é um cão grande em um corpo pequeno. Ele age como um protetor da casa e um grande guardião do lar. Cuidado: ele pode latir bastante se for incentivado a fazer isso e se ele se sentir o líder da matilha. Ele é alegre, firme e muito afetuoso com seus donos. Você precisa ser pra ele um líder firme, confiável e consistente. O Spitz Japonês é bom para apartamentos, mas é bastante ativo e precisa de passeios diários. Também convive bem em quintais, contanto que ele não seja deixado lá o tempo todo.

Família: Spitz, Setentrional
Área de origem: Japão
Função: cão de companhia
Tamanho médio dos machos: Altura: 30-38 cm; Peso: 5-10 kg
Outros nomes: nenhum

Leia mais
CãesDestaquesRaças

Setter Gordon: um cão atlético e dócil

setter1

Ele é o mais pesado e, portanto, o mais lento dos setters: entretanto, neste caso, o peso é índice de maior robustez e permite ao cão caçar em qualquer terreno e também na água, elemento onde pode demonstrar as suas excelentes condições de nadador. Desde 1620 tem-se notícias dum setter preto com manchas cor de fogo, de formas maciças, muito estimado pela sua capacidade de resistência; Carlos II, que reinou na Inglaterra entre 1660 e 1685, possuía alguns exemplares e os apreciava até o ponto de tê-los ao seu lado quando posava para os retratos oficiais.

O professor Pollacci, famoso criador italiano de setters escoceses, escreveu a propósito desta raça: “Na região da Escócia, ao norte de Forchabers, perto do rio Spey e a algumas milhas do mar, com anterioridade a 1800, os pastores já utilizavam cães que, empregados para a guarda do rebanho, descobriam a presa à grande distância e seguiam os seus rastros lentamente, demonstrando extraordinários dotes olfativos e um instinto de mostra superior ao de outras raças existentes naquela época. Efetivamente, o duque Alexandre IV de Gordon, morto em 1827 na idade de 84 anos, costumava pedir emprestado aos pastores, para suas caçadas cães destes, entre os quais havia uma fêmea que se distinguia por seus excepcionais dotes de mostra e de olfato. É precisamente a essa obscura e humilde cadela a quem, com toda segurança, devem-se as famosas qualidades fixadas na criação dos setters escoceses pelo duque de Gordon, que acasalou a com o melhor dos seus setters, originando o tal modo o atual setter preto com manchas cor de fogo”.

Alguns afirmam, como Stonehenge, que pelas veias do setter preto-fogo de tipo antigo corria sangue bloodhound, tese que estaria confirmada, não só pela relativa tosquedade do seu esqueleto, mas, além disso, pelo desenvolvimento notável dos lábios.

Personalidade

O Setter Gordon é um cão muito atlético e dócil. Trata-se de um cão essencialmente equilibrado – menos agitado do que o Setter Irlandês – e mais discreto do que o Setter Inglês. Não costuma fazer festas efusivas a desconhecidos, mesmo que sejam apresentados pelos proprietários. Seu porte grande e necessidade real de exercícios, fazem com que sejam cães ideais para quem possua um belo terreno em que possam gastar sua energia. No campo, mostra uma excelente disposição e um faro invejável. Os amantes da caça e da raça são unânimes em afirmar o quanto a raça é capaz, com instintos muito preservados e uma “parada” natural e segura. Uma vez que foi desenvolvido para não apenas apontar a caça mais também trazê-la ao caçador, tem uma enorme facilidade em nadar, no que é ajudado pela força muscular. Extremamente ligado ao dono, é um daqueles cães que elegerá um dono principal dentro do ambiente doméstico. É um cão tranquilo, que gosta de carinho e atenção mais prefere um tipo menos agitado e violento de brincadeiras. Adaptam-se bem a diversas situações e ambientes.

Nome científico: Canis lupus familiaris
Classificação superior: Cachorro
Expectativa de vida: de 10 a 12 anos
Cor: Preto e canela
Personalidade: Alerta, Leal, Alegre, Confiante, Destemido, Ansioso
Altura: Feminino: 58–66 cm, Macho: 61–69 cm

Leia mais
CãesDestaquesRaças

Dia das Crianças e Feirinha de filhotes Terra Zoo

WhatsApp Image 2017-10-05 at 17.39.36

Outubro é o mês mais alegre e colorido do ano, afinal, é o mês das crianças! E, pensando nisso, a Terra Zoo organizou um dia super divertido com apresentação de Agility, Pet park, um dia cheio de brincadeiras e… não poderia faltar, a oportunidade de você levar um novo amiCÃO pra casa!

Feirinha de filhotes Terra Zoo
Venda de filhotes de cães de raça
Dia 07 de outubro, a partir das 10h, no Rio Anil Shopping

Então marque na agenda e não perca!
Esse é um evento pra toda a família!

Algumas das raças que estarão disponíveis: Schnauzer Miniatura; Sharpei; Yorkshire; Shih tzu; Fox Terrier; Pointer Inglês; American Bully.

Programação

10h às 18h: Feirinha de venda de filhotes
10h às 18h: Pet Park, Salto em distância e Lança Saco
10h30: Corrida de Cães
11h30: Caça Bolinha
14 às 15h e 15h às 16h: Aulão de adestramento
16h: Demonstração de Agility

Leia mais
AquarismoAvesCãesCuriosidadesGatosJardinagemNovidadesRaças

Já conhece a TV Terra Zoo? Confira a novidade!

logo TV Terra Zoo

A Terra Zoo tem mais uma novidade! Toda quinta, em seu canal no YouTube, entra no ar um episódio inédito da TV Terra Zoo, com dicas, entrevistas, novidades e muita notícia bacana sobre pets, jardinagem, aquarismo, cultura e muito mais!

Vários quadros como o Você Precisa Saber, Da Terra e Minha Vida de Pet serão apresentados por Beto Lima, um dos nossos colaborazoores, sempre com muita simpatia e descontração, mas também com muita informação sobre esse universo tão encantador!

Confira aqui em nosso canal!

 

Leia mais
CuriosidadesGatosRaças

Quer saber mais sobre gatos? Confira essas curiosidades

Cat looking at the window

Eles são animais misteriosos e, ao mesmo tempo, companheiros, e fazem parte do cotidiano de muitas pessoas. Gatos têm muito mais curiosidades do que se pode imaginar.

O número de gatos nos lares brasileiros é crescente, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já são mais de 22 milhões de felinos presentes nas residências, quantidade duas vezes maior do que em 1996. Mas, mesmo com esse aumento na popularidade, muitas pessoas ainda possuem inúmeras perguntas e curiosidades sobre gatos.

Conhecidos por serem animais independentes, os felinos domésticos têm atitudes próprias e conquistam muitos humanos por conta disso. Apesar da grande maioria ser SRD (sem raça definida) e precisar de cuidados como todo pet merece, algumas raças precisam de cuidados muito especiais, como os gatos sem pelo. Além disso, todo tutor deve ter uma preocupação especial com a higiene do ambiente, alimentação, interação e cuidados médicos, independente da raça.

Confira algumas curiosidades sobre gatos:

  • Os gatos têm campo de visão de 185º e não conseguem enxergar bem nem cores nem pequenos detalhes. Em compensação, eles possuem a habilidade de enxergar mesmo quando o ambiente tem pouca luz;
  • Os gatos e gatas tem 11,6% mais ossos do que qualquer pessoa e 10% desses ossos estão presentes em sua cauda, que é a responsável pelo equilíbrio do felino;
  • Esses animais são conhecidos por sua habilidade em pular, afinal, eles sempre caem em pé e se safam de problemas maiores por conta disso. No entanto, o que muita gente não sabe é que eles podem saltar nada mais nada menos do que 5 vezes de sua altura;
  • O maior gato do mundo mede nada menos do que 122 centímetros do focinho até a ponta da cauda e é da raça Maine Coon;

  • O menor gato do mundo tem apenas 19 centímetros da cauda ao focinho e só 7 centímetros de altura, o nome dele é Mr. Peebles;
  • A gata Missi, da Finlândia, é dona do maior bigode do mundo, com 19 centímetros de comprimento. Sim, o mesmo tamanho do menor gato do mundo;
  • Os felinos passam mais de 1/3 do dia se lambendo e limpando cada pedaço de seu corpo como garantia da higiene;
  • Gatos não possuem glândulas sudoríparas, por isso, os bichanos suam pelas patas, o que também explica o fato de eles adorarem ficar com as patas para cima em dias de muito calor;
  • Um gato pode ter 12 sensores em seus bigodes;
  • Cada gato pode emitir nada menos do que 100 tipos diferentes de som, item 10 vezes maior do que os cachorros;
  • Existe uma raça de felinos resistente à agua. São os Van Turco, que tem uma pelagem diferente, resistente à água e que faz com que esses animais amem tomar banho. Isso porque só eles conseguem isolar o calor de seus corpos quando molhados;
  • Os gatos são tão sensíveis que conseguem perceber um terremoto com 15 minutos de antecedência. Talvez seja por isso que os japoneses são apaixonados pelos bichanos;
  • Os felinos podem alcançar a velocidade de até 49 km por hora;
  • Os gatos roçam em seus donos não porque gostam muito deles, mas sim porque essa é uma das formas encontradas para marcar território;
  • No Egito, os gatos eram vistos como divindade e a maioria dos faraós era retratada sempre com seus companheiros de 4 patas;
  • Os felinos têm uma habilidade bem curiosa: conseguem rodar suas orelhas em até 180º.

Essas são apenas algumas das curiosidades sobre gatos. Se você tem um bichano em casa e adora vê-lo se divertir, confira aqui algumas opções de brinquedos e jogos interativos para seu gatinho.

Fonte: Canal do Pet – iG

Leia mais
1 2 3
Page 1 of 3