close

Cães

CãesDestaquesEventosRaças

Feirinha de Filhotes Terra Zoo, neste sábado

WhatsApp Image 2017-11-08 at 09.55.09

Neste sábado, dia 11/11, tem FEIRINHA DE FILHOTES TERRA ZOO, na loja da Forquilha!

As raças confirmadas que estarão disponíveis são: Chow Chow, Pug, Shitzu, Sharpei, Beagle, Yorkshire, Labrador, Maltês, Bulldog Francês, Bulldog Inglês, Cocker Spaniel e Dachshund.

Além da venda de filhotes de cães de raça, também terão várias atrações e atividades como:

  • Pet Park;
  • Demonstração de Agility;
  • Brincadeiras com premiação;
  • Brindes;
  • Bazar da Ong Dindas Formiguinha;
  • Venda de lanches da Ong Amada;
  • Vacinação antirrábica e teste de leishmaniose gratuitos realizados pela UVZ (Unidade de Vigilância em Zoonoses). 

     

    Feirinha de Filhotes Terra Zoo
    Loja da Forquilha.
    Sábado, 11 de novembro.
    Das 8h às 18h.

Leia mais
CãesDestaquesRaças

Spitz Japonês: espirituoso e inteligente

spitz japonês1

Ninguém sabe exatamente as origens do Spitz Japonês, mas alguns dizem que eles são descendentes do Samoieda. A teoria é controversa, mas aqueles que acreditam que o Spitz Japonês vem do Samoieda, dizem que eles foram criados para serem “Samoiedas pequenos”. Tudo em relação ao Spitz Japonês sugere que ele realmente seja uma versão pequena do Samoieda. A raça foi criada no final do século XIX e foi muito popular nos anos 50. Tem ficado mais popular na Europa e na América do Norte.

Temperamento do Spitz Japonês

O Spitz Japonês é um cachorro espirituoso, alegre, inteligente e brincalhão. Ele também é ótimo cão de alerta, sempre atento ao que acontece ao seu redor. O Spitz Japonês não é difícil de treinar, contanto que o dono seja firme e consistente na sua educação (como deve ser com qualquer raça). Essa raça aprende muito rápido e adora agility e pegar bolas e frisbees. Esse cão alegre normalmente é ótimo com crianças e se dá bem com outros animais.

Na verdade, o Spitz Japonês é um cão grande em um corpo pequeno. Ele age como um protetor da casa e um grande guardião do lar. Cuidado: ele pode latir bastante se for incentivado a fazer isso e se ele se sentir o líder da matilha. Ele é alegre, firme e muito afetuoso com seus donos. Você precisa ser pra ele um líder firme, confiável e consistente. O Spitz Japonês é bom para apartamentos, mas é bastante ativo e precisa de passeios diários. Também convive bem em quintais, contanto que ele não seja deixado lá o tempo todo.

Família: Spitz, Setentrional
Área de origem: Japão
Função: cão de companhia
Tamanho médio dos machos: Altura: 30-38 cm; Peso: 5-10 kg
Outros nomes: nenhum

Leia mais
CãesDestaquesRaças

Setter Gordon: um cão atlético e dócil

setter1

Ele é o mais pesado e, portanto, o mais lento dos setters: entretanto, neste caso, o peso é índice de maior robustez e permite ao cão caçar em qualquer terreno e também na água, elemento onde pode demonstrar as suas excelentes condições de nadador. Desde 1620 tem-se notícias dum setter preto com manchas cor de fogo, de formas maciças, muito estimado pela sua capacidade de resistência; Carlos II, que reinou na Inglaterra entre 1660 e 1685, possuía alguns exemplares e os apreciava até o ponto de tê-los ao seu lado quando posava para os retratos oficiais.

O professor Pollacci, famoso criador italiano de setters escoceses, escreveu a propósito desta raça: “Na região da Escócia, ao norte de Forchabers, perto do rio Spey e a algumas milhas do mar, com anterioridade a 1800, os pastores já utilizavam cães que, empregados para a guarda do rebanho, descobriam a presa à grande distância e seguiam os seus rastros lentamente, demonstrando extraordinários dotes olfativos e um instinto de mostra superior ao de outras raças existentes naquela época. Efetivamente, o duque Alexandre IV de Gordon, morto em 1827 na idade de 84 anos, costumava pedir emprestado aos pastores, para suas caçadas cães destes, entre os quais havia uma fêmea que se distinguia por seus excepcionais dotes de mostra e de olfato. É precisamente a essa obscura e humilde cadela a quem, com toda segurança, devem-se as famosas qualidades fixadas na criação dos setters escoceses pelo duque de Gordon, que acasalou a com o melhor dos seus setters, originando o tal modo o atual setter preto com manchas cor de fogo”.

Alguns afirmam, como Stonehenge, que pelas veias do setter preto-fogo de tipo antigo corria sangue bloodhound, tese que estaria confirmada, não só pela relativa tosquedade do seu esqueleto, mas, além disso, pelo desenvolvimento notável dos lábios.

Personalidade

O Setter Gordon é um cão muito atlético e dócil. Trata-se de um cão essencialmente equilibrado – menos agitado do que o Setter Irlandês – e mais discreto do que o Setter Inglês. Não costuma fazer festas efusivas a desconhecidos, mesmo que sejam apresentados pelos proprietários. Seu porte grande e necessidade real de exercícios, fazem com que sejam cães ideais para quem possua um belo terreno em que possam gastar sua energia. No campo, mostra uma excelente disposição e um faro invejável. Os amantes da caça e da raça são unânimes em afirmar o quanto a raça é capaz, com instintos muito preservados e uma “parada” natural e segura. Uma vez que foi desenvolvido para não apenas apontar a caça mais também trazê-la ao caçador, tem uma enorme facilidade em nadar, no que é ajudado pela força muscular. Extremamente ligado ao dono, é um daqueles cães que elegerá um dono principal dentro do ambiente doméstico. É um cão tranquilo, que gosta de carinho e atenção mais prefere um tipo menos agitado e violento de brincadeiras. Adaptam-se bem a diversas situações e ambientes.

Nome científico: Canis lupus familiaris
Classificação superior: Cachorro
Expectativa de vida: de 10 a 12 anos
Cor: Preto e canela
Personalidade: Alerta, Leal, Alegre, Confiante, Destemido, Ansioso
Altura: Feminino: 58–66 cm, Macho: 61–69 cm

Leia mais
CãesDestaques

Maltês, cãozinho para levar no colo

maltês1

Os bichon compreendem: o maltês, o bolonhês, o bichon de pelo crespo (“a poil frise”) e o havanês. Trata-se de um grupo de raças afins, de origem antiguíssima, tanto que o próprio Darwin as supõe originadas uns 600 anos antes de Cristo.

Mas, observemos cuidadosamente o maltês: antigamente era chamado “cão das damas romanas”, porque era o preferido destas, que lhes davam especial preferência. Não se enganavam: o seu pelo longuíssimo e imaculado se tornava muitíssimo atrativo, sendo, além disso, muito inteligente e afetuoso com o dono, vivaz e expressivo, o que faz dele um cão de companhia de rara perfeição.

As opiniões não coincidem enquanto à origem. Estrabon, geógrafo e literato que viveu no século I a. de C., descreve um cão maltês definindo-o como “canis melitoieus”, por Melita, nome latino da ilha de Malta, da qual – segundo Robin – “partiu para conquistar o mundo”.

Na opinião de muitos, o Maltês contemporâneo descende diretamente do maltês de Estrabon. Outros, ao contrário, discordam; entre eles o barão Hoytart, ilustre investigador das raças caninas europeias de luxo. Sustenta que “…os povos antigos da ilha de Malta ou Melita perto da Sicília, mas chama-lo-ei cão de Melita’ e não Maltês, para não confundi-lo com os malteses modernos, que são absolutamente diferentes dos antigos”.

A origem do Maltês moderno foi buscada no cruzamento do épagneul anão com o caniche, não ou com o cão de Caiena. De tais antepassados derivaria o barbichon, logo chamado bichon. O seu berço parece haver sido a Itália e existem disto abundantes provas.

Temperamento do Maltês

Há muito tempo é o cachorrinho de colo preferido, e o gentil Maltês se encaixa lindamente nesse papel. Ele também tem um lado selvagem e ama correr e brincar. Apesar do seu ar inocente, ele é corajoso e rabugento, e pode desafiar cães maiores. Ele é um pouco reservado com estranhos. Alguns latem muito.

Expectativa de vida: de 12 a 15 anos
Classificação superior: Cachorro
Cor: Branco
Origem: Bacia do Mediterrâneo
Personalidade: Vivaz, Brincalhão, Fácil de lidar, Gentil, Dócil, Responsivo, Destemido, Ativo, Inteligente, Afetuoso
Altura: Macho: 21–25 cm, Feminino: 20–23 cm

Leia mais
CãesDestaques

Conhece o Bichon Havanês?

bichon havanês

Este cão está pouco difundido e é pouco o que se sabe sobre a sua origem. Parece que há muitos anos alguns camponeses italianos da região de Emilia, ao emigrarem para a Argentina, levaram consigo cães bolonheses que, cruzados com um caniche pequeno, formaram um tipo novo de bichon: uma vez em Cuba, adquiriu o nome de havanês. Os exemplares europeus seriam, portanto produto duma reimportação.

Dechambre sugere uma hipótese diferente: o havanês seria proveniente do maltês levado ás Antilhas pelos espanhóis. Nalguns países é chamado “cão de seda de Havana”.

Aspecto

O Havanese é um cão compacto, coberto por uma pelagem longa, ondulada, suave e sedosa. Ele tem membros curtos e pernas retas. A cauda é levantada acima da traseira e coberta com longos pelos sedosos. As orelhas tem forma triangular, com um vinco pequeno que faz com que o cão a erga quando está alerta. O Bichon Havanês pode ser de várias cores, como: branco, creme, preto, azul, chocolate ou fígado.

Comportamento

O Bichon Havanês é um cão de interior, que vive muito bem dentro de casa e gosta de estar com a família. É muito inteligente, carinhoso, alegre e brincalhão. Esta é uma raça que tende a conviver muito bem com outros cães e animais de estimação. Equilibrado, não é nem agressivo nem possessivo.

Expectativa de vida: de 13 a 15 anos
Altura: 23 – 27 cm (Adulto, até à cernelha)
Peso: 4,5 – 7,3 kg (Adulto)
Personalidade: Brincalhão, Gentil, Responsivo, Companheiro, Inteligente, Afetuoso
Cores: Preto, Havana Brown, Branco, Mahogany, Fulvo, Tobacco

 

Leia mais
CãesDestaques

Fofura e diversão na Feirinha de Filhotes do dia das crianças

IMG_1579_

O Dia das Crianças na Terra Zoo, no último sábado (07), foi só fofura! As crianças se divertiram para valer nas brincadeiras, com distribuição de brindes e os cães também curtiram o Pet Park, a corrida e a demonstração de agility.

E a Feirinha de filhotes trouxe vários cãezinhos das raças rottweiler, shit zu, yorkshire, spitz alemão, entre outros, que deixou todo mundo babando de tanta fofura!

Confira!

Leia mais
CãesDestaquesRaças

Dia das Crianças e Feirinha de filhotes Terra Zoo

WhatsApp Image 2017-10-05 at 17.39.36

Outubro é o mês mais alegre e colorido do ano, afinal, é o mês das crianças! E, pensando nisso, a Terra Zoo organizou um dia super divertido com apresentação de Agility, Pet park, um dia cheio de brincadeiras e… não poderia faltar, a oportunidade de você levar um novo amiCÃO pra casa!

Feirinha de filhotes Terra Zoo
Venda de filhotes de cães de raça
Dia 07 de outubro, a partir das 10h, no Rio Anil Shopping

Então marque na agenda e não perca!
Esse é um evento pra toda a família!

Algumas das raças que estarão disponíveis: Schnauzer Miniatura; Sharpei; Yorkshire; Shih tzu; Fox Terrier; Pointer Inglês; American Bully.

Programação

10h às 18h: Feirinha de venda de filhotes
10h às 18h: Pet Park, Salto em distância e Lança Saco
10h30: Corrida de Cães
11h30: Caça Bolinha
14 às 15h e 15h às 16h: Aulão de adestramento
16h: Demonstração de Agility

Leia mais
CãesCuriosidadesDestaques

Schipperke: o pequeno pastor vindo da Bélgica

skip

O cão da raça Schipperke, que significa “pequeno pastor”, no dialeto Flemisch, possui um atrativo muito pessoal, tanto pelo seu caráter muito alegre e um pouco petulante, como pela pelagem muito preta e a falta absoluta de cauda. Criado durante longo tempo por muitos barqueiros, que recorrem os rios e canais de Flandres e de Brabante, o consideram um amigo inseparável, guardião valente de barcas e botes, caçador fervoroso dos ratos que tentam alcançar as provisões de bordo e distração e passatempo na solidão dessas viagens tão lentas.

O Schipperke adquiriu grande popularidade a partir de 1888, quando uma autêntica mania contagiou os habitantes da Inglaterra e dos Estados Unidos por este curioso cão sem cauda. Os pedidos chegaram a tal quantidade, que qualquer cão mais ou menos parecido com o autêntico Schipperke era exportado a um preço altíssimo. Isto provocou uma transformação da raça, cujas características étnicas ainda hoje diferem notavelmente de acordo aos países para onde foi levada. Assim encontramos na Inglaterra um Schipperke com olhos redondos e pelagem azul e castanho, enquanto o standard belga exige um olho de forma um pouco ovalada e prescreve rigorosamente uma pelagem absolutamente preta.

Personalidade

O Schipperke é um cão especialmente ativo e curioso. Possui uma enorme vivacidade e alegria, sendo muito frequentemente utilizado como cão de alarme, uma vez que late ao menor sinal de que há alguma coisa errada. Aliás, este é um dos comportamentos que o proprietário deve desestimular desde cedo, para que o Schipperke não se transforme numa máquina de latir. Valentes e determinados são cães que precisam de espaço para atividade e estão sempre dispostos a qualquer atividade.

Apesar do tamanho pequeno, são muito resistentes e especialmente afáveis com crianças. Na classificação de Stanley Coren, em seu livro “A Inteligência dos Cães”, o Schipperke ocupa a 15ª posição, juntamente com o Pastor Belga. Assimila com facilidade os comandos básicos e com grande rapidez os exercícios mais complexos, o que explica o grande sucesso que alguns exemplares obtém nas provas de obediência promovidas pelos americanos.

Sua constituição física, agilidade natural e velocidade, também indicam o Schipperke para a prática do agility. Por sua origem, o Schipperke é um cão bastante apegado aos donos, não sendo, de forma alguma, recomendado deixá-los por longos períodos sem supervisão. Com outros cães pode desenvolver uma relação bastante boa, mas não se deve subestimar o gênio forte do Schipperke.

Outros nomes: Skip, Schip, Spitske

País de origem: Bélgica

Leia mais
CãesDestaquesGatos

Conheça a campanha Outubro Rosa Pet

WhatsApp Image 2017-09-19 at 15.04.05

Neste sábado, dia 30/09, a partir das 16h, acontece o evento Outubro Rosa Pet, na Lagoa da Jansen, em frente à Concha Acústica. O evento é o lançamento da campanha de mesmo nome, que seguirá durante todo o mês de outubro e tem como objetivo orientar e conscientizar os proprietários sobre a importância da prevenção ao câncer de mama em cadelas e gatas e informar sobre as principais formas de prevenção (castração) desta enfermidade.

Ações que serão realizadas no evento:
– Palpação mamária;
– Dicas sobre nutrição de pets;
– Prevenção do câncer de próstata;
– Importância da castração e seus benefícios frente à prevenção do câncer mamário e de próstata em cães e gatos;
– Vacinação antirrábica;
– Entrega de brindes para os pets e material informativo.

A Terra Zoo abraçou o evento e estará presente com sorteio de brindes na Lagoa e também durante todo o mês de outubro, com distribuição de panfletos informativos em seus consultórios, na Cohama, Centro, Rio Anil e Forquilha. E qualquer dúvida sobre como prevenir tumores em cadelas e gatas, consulte nossos veterinários em nossas lojas.

 

Outubro Rosa Pet 2017

Nos últimos anos, o mês de outubro tornou-se um importante aliado na luta contra o câncer de mama na mulher. Conhecido como “Outubro Rosa”, o movimento agrega várias instituições em prol da missão de orientar a população quanto à prevenção do tumor. No mundo animal a história não é diferente. Uma corrente cada vez maior de veterinários e profissionais da área se reúne todo mês de outubro para lembrar que o câncer de mama pode atingir também nossos melhores amigos. Falamos agora do “Outubro Rosa Pet”.

O câncer de mama atinge mais cadelas do que gatas de qualquer raça, sendo mais frequente em bichos com idade acima de 5 anos. O diagnóstico precoce pode ser feito com o auxílio dos donos, realizando uma espécie de “auto-exame” no animal, por meio da palpação das mamas da fêmea. Na campanha do “Outubro Rosa Pet”, veterinários em todo o Brasil orientam os tutores a palpar as mamas dos animais à procura de pequenos nódulos firmes. Uma vez que esse nódulo é confirmado em consultório, a conduta é retirá-lo em uma cirurgia e mandá-lo para análise em laboratório para averiguar de que tipo de tumor se trata. Outra medida preventiva importantíssima disseminada nas campanhas do mês de outubro é a castração.

Sabe-se que a realização precoce do procedimento resulta numa queda expressiva no risco de um câncer de mama aparecer. Por isso é importante conscientizar a população sobre essa ferramenta de prevenção. Fêmeas não castradas têm 26% de probabilidade de desenvolver um tumor maligno na mama; se a castração for realizada antes do primeiro cio, entre 5 e 9 meses de idade, este índice cai para 0,5 %. Esses números apontam, portanto, que a castração pode ser positiva tanto em termos de longevidade quanto na qualidade de vida do animal. Vamos aproveitar o mês de outubro para apoiar também o combate ao câncer de mama nos pets, lembrando parentes e amigos que possuem fêmeas sobre esses cuidados tão importantes para o bem-estar de nossos grandes amigos.

 

Leia mais
1 2 3 4 7
Page 2 of 7